Marco Gomes, jovem que foi tornado um ícone geek do empreendedorismo brasileiro, ainda me surpreende. Já o entrevistei algumas vezes, já ouvi suas palestras, li sua história no Brilliant, Crazy, Cocky e na imprensa, já tomamos cafezinhos, já o levei para falar com a área de inovação de um banco, e ainda ouço coisa nova dele. Ontem foi durante o evento Ideas Economy, promovido pela The Economist em São Paulo. Uma das questões que dificultam o progresso das startups no Brasil, segundo ele, é que “os PHDs só costumam sair da academia em raros momentos para trabalhar em grandes empresas, mas na Argentina conseguimos alguns para trabalharem na nossa startup”.

Confira esta e outras colocações que ele trocou com o diretor do BRICLab, centro de estudos sobre países emergentes na Universidade de Columbia em Nova York, Marcos Troyjjo – que contribuiu com uma série de informações importantes para quem está mexendo com ecossistema empreendedor, ambiente de inovação e venture capital. Assista ao vídeo.

Depois confira também o vídeo em que Eike Batista falou (no mesmo evento) sobre educação, execução e resultados.