Meu sócio Bob ainda ri quando lembra que me viu pela primeira vez no iMasters Intercon de 2009, quando eu fazia uma apresentação chamada “Startup Comedy” e parodiava Madonna com minha desafinada versão “business… makes the people… come together”. Yeah! Quem estava no Techcrunch Disrupt em San Francisco também certamente deu várias gargalhadas com a seriedade e estilo das perguntas de Mike Arrington para seus convidados bem sucedidos (Zuckerberg, Hoffman, etc).

No final da semana passada, dei uma palestra e moderei dois painéis na Feira do Empreendedor, em Porto Alegre. Na palestra e no segundo painel, fiz questão de sair do lugar comum, que seria recitar conhecimento técnico-analítico, e fiz comentários espirituosos sobre os assuntos que estavam sendo discutidos. A maior parte do feeedback foi positivo e as pessoas perguntavam se era de propósito. Falei que sim, senão negócios continuaria sendo coisa chata e as únicas coisas bacanas para se falar rindo com os amigos seria esportes, novela, o clima.

Felizmente, venho achando outros exemplos disso pelo caminho e, como hoje estou me sentindo mais alegre do que de costume, compartilho aqui umas coisinhas aqui que misturam assunto sério e diversão.

 

Conheça as tirinhas do recém-lançado blog Startup Comedy (“porque às vezes ter startup é comédia no Brasil”).

Imagem: startupcomedy.tv. Clique para ler outras.

 

Duncan Seay, da startup Evergram, usa vestido de noiva para disputar na competição do TC Disrupt!

 

 

Assista a um trecho da apresentação da banda do MC Frontalot, ícone do movimento nerdcore (que exalta, bem, o lado esperto da vida), durante a festa de abertura do Techcrunch Disrupt (San Francisco/CA, 10 de setembro de 2012).

Edson Mackeenzy, co-fundador do Videolog, puxa a galera no “Samba do Entrepreneur – Let’s go to San Francisco”.

Veja meu ppt “Startup Comedy”, de 2009 (que faz mais sentido comigo apresentando, mas assim já dá uma noção).