De quinta-feira a sábado, acontece em São Paulo/SP mais uma edição da competição de planos de negócios Latin Moot Corp. Realizada pela Fundação Getúlio Vargas em âmbito latino, a competição é uma etapa em direção à competição global Moot Corp, realizada na Universidade do Texas.

Entre as oito empresas que disputarão a final, uma é argentina, uma é norte-americana e outra é neo-zelandesa. Os avaliadores incluem investidores (Confrapar, Adrenax, Direct Talk, entre outros) e profissionais relacionados à atividade (como eu, representantes do Sebrae, Universia, Poli-USP, FGV, Fiesp). Todos tem acesso ao perfil das empresas por meio do AngelSoft, sistema online para acompanhamento de propostas e relacionamento entre empreendedores e investidores.

Update: veja aqui os detalhes da programação de cada dia.
Update 2: a competidora ARC Technology não estará presente (fonte
).

  • Start Music UNIFACS: site para compositores publicarem suas letras e interagirem com arranjadores e artistas, que poderão publicar suas versões. O público terão acesso a ouvir as versões e votar nas melhores, que serão encaminhadas a produtores;
  • WIFLI University of Otago (Nova Zelândia): vai oferecer Internet gratuita para universitários na Austrália e Nova Zelândia com mais velocidade, mais confiabilidade e com cobertura maior do que concorrentes. Para companhias que queiram anunciar para o elusivo mercado de 17 a 24 anos, Wifli oferece uma proposta única: focada e localizada, presente o tempo todo em que o usuário estiver usando a Internet;
  • Terminal Logística IEA (Argentina): a empresa pretende fornecer serviços de logística especializada em manuseamento e conservação de frutas frescas para exportação, incluindo estações de transferência perto do porto de Buenos Aires;
  • Sayyou U.S. INSPER: empresa brasileira focada no mercado norte-americano. Oferece um sistema elétrico para controle de pragas (por eletrocutação) chamado Electroherb;
  • Nanoita (vencedora da competição Idea to Product)€“ UNESP/UEPG: A Nanoita está relacionada à venda de tecnologia e inovação junto ao segundo setor, tendo a capacidade de desenvolver linhas de produção para as Indústrias depositarem finas películas em muitos produtos de consistência sólida. Esta empresa gera capital sem a incorporação de passivos financeiros. No momento está sendo estudada a viabilização do processo com clientes referenciais nas áreas cerâmicas, processamento madeireiro e metais;
  • ARC Technology University of New Brunswick (EUA): a companhia busca a patente de um componente que integra um sistema de pavimentação capaz de combinar as três partes atualmente utilizadas para repavimentação;
  • Redu UFPE: A proposta do Redu é utilizar mecanismos de interação em forma de redes sociais para potencializar a difusão e produção do conhecimento e como resultado disto socializar o acesso a informação. O Redu funciona em duas formas de ambiente. Um aberto, onde todos têm acesso as informações (videoaulas, exames e etc). E um ambiente privado, conceito de sub-redes, onde uma instituição de ensino pode optar em deixar seu conteúdo apenas para seus alunos.
  • Analytics FGV: Venda de serviços de consultoria de Modelagem Preditiva / Métodos Quantitativos que permitem as organizações tornarem-se competitivas analiticamente, isto é, tomarem decisões estratégicas based-on.