Padrões de relacionamento não-hierárquicos, fluxos distribuídos. Foi isso que eu pensei ao ler pela primeira vez o título do livro Olhares da Rede, escrito por alunos da Faculdade Cásper Lí­bero. Trata-se de uma discussão acerca de cinco autores internacionais que ajudam a formar opinião sobre o tema e pode ser baixado de graça!

Outro livro eletrônico que me despertou interesse foi o CulturaDigital.Br, escrito por integrantes da comunidade CulturaDigital, criada pelo Governo Federal para incentivar a discussão e colaboração em torno do uso da Internet no cotidiano da cidadania.

Cultura Digital

Organizado por Rodrigo Savazoni e Sérgio Cohn, com a supervisão de José Murilo Jr. e Álvaro Malaguti, integrantes da coordenação executiva do Fórum da Cultura Digital Brasileira, o livro é um caderno de provocações.

“Pretendemos com esse trabalho estimular a rede a refletir sobre os desafios contemporâneos. A partir de conversas abertas com pensadores de diversas áreas do conhecimento, procuramos mapear as principais questões que circundam a cultura digital. Trata-se da abertura de um diálogo”, explica Savazoni. “Geralmente, os projetos publicam livros ao final. Nesse caso, publicamos no começo, para garantir que as ideias circulem, avancem e se conectem”.

  • O livro conta com entrevistas de Alfredo Manevy, André Lemos, André Parente, André Stolarski, André Vallias, Antonio Risório, Bernardo Esteves, Claudio Prado, Eduardo Viveiros de Castro, Eugênio Bucci, Fernando Haddad, Franklin Coelho, Gilberto Gil, Guido Lemos, Hélio Kuramoto, Jane de Almeida, Juca Ferreira, Ladislau Dowbor, Laymert Garcia dos Santos, Lucas Santtana, Marcelo Tas, Marcos Palácios, Ronaldo Lemos, Sergio Amadeu e Suzana Herculano-Houzel.

Acesse o site para baixar Cultura Digital.

Olhares da Rede

Este livro traz o debate sobre as ideias de cinco autores que pensam o universo das redes digitais. Surgiu das rodadas de leitura crítica que realizamos na Cásper Lí­bero como uma das atividades do Grupo de Pesquisa em Comunicação, Tecnologia e Cultura da Rede.

Yochai Benkler, Manuel Castells, Henry Jenkins, Lawrence Lessig e Douglas Rushkoff são utilizados em nossas reflexões sobre a cibercultura e formam um grupo de pensadores cujas ideias inspiram algumas de nossas investigações, de mestrado e de iniciação científica.

“Queremos com esta coletânea realçar alguns elementos centrais lançados pelos cinco pensadores que possam contribuir para construir referenciais teóricos críticos sobre os fenômenos comunicacionais contemporâneos que emergem no interior dessas redes”, introduz Sergio Amadeu.

“A descontinuidade, auto-semelhança, aleatoriedade e a noção de caos presentes nos trabalhos de Rushkoff podem apoiar nossas incursões nas redes em busca da compreensão de fenômenos da auto-organização, das práticas colaborativas e de compartilhamento que avançam em sistemas dinâmicos que vão além dos jargões, tais como web 2.0, 3.0, ultrapassando as narrativas lineares que desconsideram o potencial revolucionário das redes”.

Acesse o site para baixar Olhares da Rede.