O migre.me está para fazer 4 meses de existência e já mudou completamente a vida de seu criador, Jonny Ken (@jonnyken). De gerente de TI de uma empresa que vende soluções de RFID, a partir da semana que vem o Jonny será empreendedor em tempo integral. Isso mesmo o migre.me está crescendo e exige atenção especial e para poder se dedicar à sua criação ele pediu demissão de seu emprego, conseguiu sócias e um investidor e está abrindo uma empresa chamada Kingo Labs.

Junta na empreitada está Paula Signorini (@paulabio) do blog Rastro de Carbono e que estudou e trabalhou junto com o Jonny na faculdade de biologia na USP. A Paula será a Diretora Executiva da Kingo Labs já que o Jonny confia bastante na sua capacidade de gestão. Também integra a equipe inicial Maria Carolina de Araujo Cintra (@mariacarol) com o cargo de Diretora de Inovação e Mobilidade. Ao Jonny Ken caberá o cargo de Diretor de Publicidade. Todos eles são sócios.

Também há um investidor envolvido mas não consegui detalhes de quem seja ou qual o valor investido. Segundo o Jonny é suficiente para manter a operação por um bom tempo.

O migre.me será o cartão de visitas da Kingo Labs. Novidades estão para serem anunciadas como uma versão em inglês, mudança de layout e novas funcionalidades. Mas a Kingo Labs não é só isso. A startup trabalhará com métricas na web. Tudo que puder ser medido, será foco de atenção deles. Essa é uma característica herdada do migre.me que inovou na ideia de mostrar publicamente estatí­sticas das URLs curtas criadas.

Segundo o Jonny o migre.me será importante em um dos produtos que lançarão em breve. Não deu detalhes do que é, mas mostrou grande entusiasmo dizendo que os projetos que tem envolvem inovação em novos sistemas de métricas, inteligência artificial (Skynet?) e reality mind, que não faço ideia o que seja reality mining, que a Maria Carolina explica do que se trata nos comentários abaixo.

Aos crí­ticos que não enxergam um modelo de negócios nos encurtadores de URL – sim, é complicado mesmo ganhar algum dinheiro apenas com isso – o Jonny mostrou claramente o caminho que pretende seguir. O migre.me é o chamariz para seus negócios em métricas na interweb e outros projetos futuros que devem envolver mobilidade já que a Maria Carolina tem essa palavra no nome de seu cargo. Se em apenas 4 meses de existência o migre.me conseguiu tudo isso vamos ver quão agitados serão os próximos 4 meses e muito mais.