O Google realizou na terça-feira (14) a quarta edição do Google for Brasil, evento em que a empresa apresenta suas principais iniciativas e programas para o país. Dentre os destaques anunciados estão o Centro de Engenharia da empresa em São Paulo,  a chegada ao país da tecnologia de inteligência artificial Duplex, o anúncio de um programa que oferece 500 mil bolsas de capacitação em tecnologia e mais. Veja mais detalhes dos lançamentos:

Centro de Engenharia em São Paulo

O primeiro Centro de Engenharia foi inaugurado em Belo Horizonte em 2006, quando o mundo engatinhava na era das redes sociais e da internet móvel. Hoje, o Google está investindo mais no seu compromisso com o Brasil e expande sua frente de engenheiros em São Paulo.

O novo escritório será sediado no IPT Open Experience, um hub criado pelo Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) para promover um ecossistema de inovação reunindo setor privado, governo, pesquisadores e academia. A localização será privilegiada, dentro da Cidade Universitária, na Universidade de São Paulo (USP).

Inicialmente, o espaço vai abrigar engenheiros para ajudar em áreas essenciais como privacidade e segurança online. Eles farão parte de equipes focadas em criar soluções integradas que ofereçam proteção e controles simples para as pessoas, de forma que elas estejam mais seguras na internet. O centro, porém, vai ser multidisciplinar e deve também receber profissionais de diversos setores da engenharia.

Google Cloud investe R$ 1,6 bilhão em infraestrutura no Brasil

Durante o evento, o Google Cloud destacou investimentos em infraestrutura técnica de R$ 1,6 bilhão realizados no Brasil desde 2017 e anunciou um novo escritório na capital paulista, com inauguração prevista para 2023.

Nesses últimos cinco anos, os investimentos do Google Cloud tiveram como objetivo ajudar os clientes da empresa a diversificar seus portfólios de serviços, além de ampliar suas capacidades digitais e impulsionar novos negócios. Durante este período, o cheque foi destinado para melhorar a infraestrutura técnica do Google Cloud no Brasil, a partir da Cloud Region de São Paulo, inaugurada em 2017, e da construção dos cabos submarinos Júnior, que vai do Rio de Janeiro a São Paulo; Tannat, de Santos a Maldonado, no Uruguai; e Monet, de Boca Raton, na Flórida, a Santos, passando por Fortaleza.

Dentre os benefícios gerados para as pessoas e empresas, os cabos submarinos oferecem um acesso rápido e de baixa latência a produtos do Google, como a Busca, Gmail, Youtube, além dos próprios serviços do Google Cloud. Já com as Cloud Regions, as organizações da região têm mais opções para rodar suas cargas de trabalho em baixa latência, além de contar com maior disponibilidade de infraestrutura de TI contra disaster recovery.

Com o compromisso de capacitar um número cada vez maior de pessoas em tecnologia, o Google Cloud tornou o Capacita+, seu hub de aprendizado online, mais robusto, passando a abrigar iniciativas voltadas para educação e treinamento também de outras áreas do Google. Uma das trilhas de aprendizado já disponíveis no novo Capacita+ envolve treinamento em habilidades básicas de TI, dados e infraestrutura de nuvem e, a partir dela, os estudantes terão acesso a 24 laboratórios online gratuitos que os colocarão em contato com algumas soluções do Google Cloud. Os alunos terão 30 dias para concluir todos os conteúdos e, ao final, receberão um digital skill badge – selo de reconhecimento do Google Cloud naquela habilidade específica -, além de brindes e um mês de acesso gratuito à plataforma Cloud Skill Boost.

Além dessa trilha de aprendizado em cloud, o Capacita+ agora conta com outras iniciativas em educação do Google, como o Primer, uma plataforma de ensino em marketing digital; o Grasshopper, um app de ensino em programação para iniciantes, entre outras.

Lançamento Google Duplex no país

Em 2018, foi lançado o Duplex, tecnologia que aproxima ainda mais a inteligência artificial da compreensão humana. Capaz de interagir naturalmente com outras pessoas, entender falas dinâmicas, e utilizar este potencial para fazer as tarefas pelo usuário. Hoje, a ferramenta está chegando ao Brasil.

Com esta novidade, o objetivo do Google é que as empresas se conectem com seus clientes de forma cada vez mais rápida, simples e natural. Também com mais agilidade e facilidade para a execução de tarefas na internet que costumam consumir muito tempo. A companhia tem feito cerca de 200 ligações por dia utilizando o Duplex. Nos últimos três meses, mais de 50 mil empresas brasileiras foram contatadas por meio desta tecnologia.

Neste momento, o Duplex está sendo testado no Brasil nas seguintes funções: fazer ligações para atualizar as informações de estabelecimentos comerciais nos resultados da Busca e do Maps, e automatizar tarefas na internet. Para este último, a tecnologia vai facilitar a compra de ingressos de cinema e a consulta dos locais de votação junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

No setor de compra de ingressos, o primeiro recurso está sendo testado em parceria com a Ingresso.com. Para acioná-lo, basta pesquisar por um filme em cartaz e, em seguida, clicar no horário da sessão desejada. Na tela seguinte, aparecerá a opção para fazer a compra com ajuda do Assistente, que guia a pessoa pelo site do Ingresso.com, preenche algumas informações de forma automatizada, e torna a experiência mais simples e rápida.

Nos próximos meses, o recurso também vai ajudar as pessoas a consultarem o local de votação nas próximas eleições diretamente pela página da Busca. Por meio deste recurso, será possível contar com ajuda do Google Assistente, que irá guiar o passo a passo para encontrar o local de votação no site do TSE, auxiliando inclusive no preenchimento dos dados.

Atualmente, o Duplex já é usado para fazer ligações em 11 países (além do Brasil, Argentina, Austrália, Canadá, Chile, Estados Unidos, França, Grã-Bretanha, Japão, México e Nova Zelândia). Já o Duplex na Web, tecnologia usada para a compra de ingressos e a consulta dos locais de votação, atualmente está disponível nos Estados Unidos e no Reino Unido, e está sendo testado na Índia e no Brasil.

Google e eleição brasileira

Para as eleições de 2022 no Brasil, o Google colocará à disposição dos brasileiros um relatório aprofundado com dados que mostram o que o brasileiro está pensando sobre o país, e quais são as suas perspectivas, através das lentes do Google Trends. O relatório, chamado Eleições na Busca 2022, tem data de lançamento prevista para meados de julho.

Em 2018, o Google Trends fez uma parceria com o Youtube e a Band para enriquecer o encontro dos presidenciáveis com os dados e a inteligência da Busca. Em 2022, a parceria com o Grupo Bandeirantes e a Vibra (spin-off de tecnologia do grupo) será ampliado. O Google Trends também contribuirá oferecendo dados e a inteligência da Busca para o primeiro debate presidencial do ano, a ser transmitido pela Band no início de agosto.

Além disso, no dia 16 de agosto, estará no ar uma central especial do Google Trends para as Eleições Presidenciais de 2022, que trará dados em tempo real sobre os candidatos, os partidos, as principais perguntas sobre temas relacionados às campanhas e as maiores tendências do ciclo eleitoral. Todas as informações vão estar disponíveis para todo mundo e qualquer um vai poder baixar os dados a partir das visualizações.

Bolsas de capacitação em tecnologia

O Google anunciou uma série de iniciativas com foco na inclusão, treinamento e desenvolvimento profissional de jovens, mulheres e pessoas com deficiência visual.

Após lançar novos Certificados Profissionais do Google em Análise de Dados, Gestão de Projetos e UX Design – que se somam ao curso profissionalizante em Suporte em TI – o Google anunciou a doação de, até 2026, 500 mil bolsas de estudo para a formação de jovens nessas áreas no Brasil. Em sua primeira fase, a partir de hoje, 30 mil bolsas serão distribuídas a jovens da rede do Centro de Integração Empresa-Escola – CIEE. Dessas bolsas, duas mil serão destinadas a pessoas trans.

O CIEE fará a seleção e acompanhamento dos jovens que querem ingressar no mercado de trabalho formal, sejam estudantes ou recém-formados do ensino médio e de cursos técnicos, aprendizes do CIEE, egressos do Programa de Aprendizagem da instituição e também alunos de cursos superiores.

Os cursos foram criados pelo Google e hospedados na plataforma de educação da Coursera. São cerca de 800 horas de aulas, considerando as quatro titulações juntas, com certificação, com o objetivo de preparar os estudantes para ingresso em postos de trabalho na área de tecnologia

O Google também anunciou a doação – por meio do seu braço filantrópico Google.org – de R$ 10 milhões ao Instituto Rede Mulher Empreendedora (IRME) para que mais 200 mil mulheres sejam capacitadas pelo programa “Ela Pode” e assim estejam mais preparadas para empreender ou aumentem suas chances de entrar no mercado de trabalho.

Foi anunciada também a expansão do projeto em parceria com a Fundação Dorina Nowill, organização que trabalha com a inclusão social de pessoas com deficiência visual, para os estados do Piauí, Goiânia e Tocantins. A ação irá ampliar a conectividade, aprendizado e uso de ferramentas acessíveis.

Serão doados mil smartphones com conectividade por dois anos, além da realização de um workshop especial focado em mulheres com deficiência visual, para o desenvolvimento de habilidades digitais, preparando-as para carreiras profissionais e acadêmicas em um mundo cada vez mais digitalizado.