Juntando o mundo jurídico com a inteligência artificial, a legaltech Turivus acaba de receber um aporte de R$ 5 milhões, liderado pela ABSeed Ventures – os fundos Domo Invest, ACE Startups e Allievo Capital também acompanharam o cheque. Sua plataforma funciona como um “Google dos tribunais brasileiros”, classificando centenas de milhares de decisões judiciais.

Com tecnologia própria, a startup desenvolveu um sistema de IA que lê decisões judiciais, transformando-as em dados. Assim, são geradas estatísticas aplicadas ao Direito, o que dá maior previsibilidade às decisões das Cortes. Atualmente, a plataforma é usada principalmente no Direito Tributário.

“As empresas levam em média 2 mil horas por ano para pagar imposto no Brasil – o impacto financeiro desse nível de insegurança jurídica é enorme. A nossa tecnologia reduz significativamente esse risco”, explica Danilo Limoeiro, que é CEO da empresa.

Ao todo, a startup conta com uma base de dados de 51 milhões de decisões. Mais do que busca de jurisprudência, o software da Turivius realiza uma análise estatística para prever os caminhos dos processos e os possíveis comportamentos dos julgadores – no mundo jurídico, essa técnica é conhecida como “jurimetria”. A Turivius também realiza análises preditivas com base nas opiniões dos maiores advogados tributaristas do país.

Para Marcelo Hoffmann, sócio da ABSeed Ventures, a Turivius se destaca entre as startups brasileiras focadas em Direito. “O mercado de legaltechs é crescente e ganhou ainda mais força com algumas quebras de paradigma trazidas pela pandemia. A Turivius tem o trunfo de ter uma tecnologia própria que realmente consegue agilizar a rotina dos advogados”, afirma.

Com o novo aporte, a Turivius pretende investir no produto, aprimorando ainda mais as bases de dados e os algoritmos de classificação da plataforma. Há também planos de avançar em novos mercados. “Além do tributário, queremos entrar em novas áreas jurídicas no segundo semestre deste ano”, afirma o CEO da startup.


Quer acompanhar de perto todos os investimentos no ecossistema de startups? Siga as redes sociais Startupi e acesse nosso ranking de investimentos do mês.