Comprometida com a sustentabilidade, a partir de junho, o outlet brasileiro Privalia passará a utilizar veículos 100% elétricos para a distribuição de produtos em 13 cidades do interior paulista, em parceria com a transportadora Dia Entregue. A meta é realizar mais de 200 mil entregas por ano sem emissões de CO2.

As compras chegarão de bike, scooter e vans elétricas na casa de clientes de Campinas, Ribeirão Preto, Jundiaí, Sorocaba, Itu, Piracicaba, Indaiatuba, Vinhedo, Valinhos, Salto, Porto Feliz, Cabreúva e Votorantim. A região responde por cerca de 100 mil entregas anuais.

A iniciativa utilizará modais não poluentes desde a coleta dos produtos, no centro de distribuição de Extrema, município de Minas Gerais, até o consumidor final. O sistema vem sendo utilizado na cidade de São Paulo desde maio de 2021, com o parceiro Carbono Zero. Até dezembro de 2021, foram realizadas 118 mil entregas sustentáveis na capital paulista e 190 toneladas de CO2 deixaram de ser emitidas na atmosfera.

A região metropolitana de São Paulo possui aproximadamente 7 milhões de veículos, segundo dados de 2020 do Relatório de Emissão Veiculares da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb). Os carros são responsáveis por 72,6% da emissão de gases do efeito estufa. Então ter empresas que olham para a sustentabilidade e veículos elétricos é fundamental.

“O compromisso com a sustentabilidade faz parte do modelo de negócios da Privalia, uma vez que comercializamos saldo de estoques e produtos off season. A adoção crescente de práticas de responsabilidade ambiental e social faz parte das diretrizes da companhia”, afirma o CEO da Privalia no Brasil, Fernando Boscolo.

Na onda da sustentabilidade

No início de maio, o Rappi Brasil deu início a mais nova inovação em sua plataforma com a utilização das “E-bikes”, bicicletas elétricas disponíveis para o uso dos entregadores independentes do app. O projeto tem como finalidade facilitar o transporte dos entregadores de uma forma mais sustentável. Além do planeta, as E-bikes são importantes para os motoristas, que deixam de gastar com combustível, ao mesmo tempo que melhoram a condição de vida.