A Luuna, marca que oferece colchões na caixa, acaba de chegar ao Brasil para popularizar tecnologia para produtos do sono. A marca, que por enquanto atua no mercado digital no país, tem colchões embalados que podem ser comprados diretamente da internet para serem recebidos em casa ou podem ser encontrados em revendedores. Além disso, a Luuna já se programa para abrir sua primeira loja própria no Brasil, em São Paulo.

Fundada em 2015, no México, a Luuna desenvolveu o primeiro colchão na caixa da América Latina. A empresa iniciou seu processo de expansão internacional em 2019, nos Estados Unidos, e já conta com mais de 500 mil clientes. Com faturamento anual acima de R$ 300 milhões, duplicando a cada ano, a empresa estima faturar mais de R$ 100 milhões no país já em 2023.

“Para muitos consumidores a experiência de compra é híbrida: pode começar online e terminar off, ou vice-versa. Utilizando um modelo que já funcionou no passado, decidimos iniciar com uma operação 100% online”, comenta Valter Roldão, diretor da Luuna no Brasil. “Temos uma equipe de desenvolvimento de produto com os melhores engenheiros. Temos nossos próprios laboratórios de inovação e nossa fábrica com tecnologia de pont. A qualidade de nossos produtos é reconhecida nos diferentes prêmios de melhor colchão alcançados e nas patentes conquistadas”, explica.

Com interesse em entrar no mercado brasileiro, o maior da América Latina, a Luuna teve um plano estratégico antes de chegar ao País. De acordo com a pesquisa Mapa do Sono dos Brasileiros, realizada recentemente pelo Ibope, 65% da população tem baixa qualidade de sono. O problema é identificado com maior frequência em pessoas com menos de 55 anos.

“Dormir mal não afeta apenas a saúde do brasileiro, como também o impede de entregar o maior desempenho possível no dia a dia, nas rotinas pessoais e de trabalho.Passamos meses entendendo o sono do brasileiro e percebemos que eles não estão dormindo tão bem assim. Existem muitas causas e uma delas é certamente a falta de um bom colchão” explica o diretor da Luuna no país.