Na manhã desta sexta-feira, 13, Elon Musk publicou em seu Twitter a notícia de que o acordo de US$ 44 bilhões para adquirir a plataforma está suspenso. De acordo com o CEO da Tesla, o motivo é a pendência de detalhes que suportem o cálculo de que “contas falsas [na plataforma] de fato representam menos de 5% dos usuários”.

De acordo com o Twitter, cerca de 229 milhões de usuários podem ser contas falsas ou spam. Esses números são decisivos para Musk, que afirmou, ao anunciar a aquisição da rede social, que uma de suas prioridades seria remover “bots de spam” da plataforma. Após o anúncio da suspensão ele afirmou em outro tweet, entretanto, que ainda está comprometido com a aquisição. Depois do anúncio, as ações do Twitter chegaram a cair 19% na Nasdaq.