Um levantamento, realizado pelo Meu Financiamento Solar – fintech de crédito para energia renovável – com base em dados disponibilizados pela ANEEL – Agência Nacional de Energia Elétrica  –, revela que 77,7% das placas fotovoltaicas estão instaladas em residências no Brasil, 12,3% em comércios e 7,7% no setor rural. 

O estudo ainda revela que o Brasil atingiu o marco histórico de 1 milhão de pequenas usinas de energia solar instaladas em telhados, fachadas e terrenos, ou seja, mais de 1,26 milhão de consumidores já contam com o benefício de produzir energia elétrica limpa e renovável. Os estados que mais possuem sistemas instalados no País, são: São Paulo (163,5 mil), Minas Gerais (158,3 mil), Rio Grande do Sul (134,3 mil), Mato Grosso (51,9 mil) e Rio de Janeiro (50,7 mi).

Neste ano, os reajustes realizados pela Aneel chegaram a quase 25%, reduzindo ou até anulando o efeito da mudança para a bandeira verde. Segundo o IPCA de abril (IBGE), a tarifa residencial no país acumula inflação de 20,52% nos últimos 12 meses.

“Pensando em benefícios sociais e ambientais, a energia solar é uma ferramenta para combater a desigualdade ao acesso à energia elétrica, às mudanças climáticas e gerar empregos de qualidade”, explica Carolina Reis, diretora comercial do MFS.

As vantagens desse recurso energético são muitas, sendo as principais: autonomia energética, segurança no abastecimento elétrico, valorização do imóvel, manutenção simples, economia na conta de energia elétrica e geração de energia limpa, contribuindo para a preservação do meio ambiente e redução de gases de efeito estufa.