Startup de gestão de negócios recebe aporte de R$ 115 milhões

Em tempo recorde, apenas dois meses após receber um investimento pre-seed de R$ 23 milhões, a BHub anunciou uma rodada Série A de R$ 115 milhões. Os dois fundos de venture capital, Monashees e Valor Capital Group estão investindo novamente na empresa, seguidos por QED Investors, Picus Capital, ClocktowerVC, Equitas e John Curtius, da Tiger.
O investimento apoiará o crescimento da BHub de mais de uma centena de clientes para milhares de startups e PMEs em todo o Brasil. Parte do aporte também será investido em marketing e expansão do time: a expectativa é contratar 100 pessoas. Em breve, a empresa também levará a solução inovadora de gestão por assinatura para outros países, começando pelo México.
“Os resultados mostram que estamos no caminho certo. Agora, com este investimento, vamos fortalecer nosso time e ampliar nossas soluções para milhares de clientes no Brasil, em breve no México e outros países da América Latina”, comenta Jorge Vargas Neto, fundador e CEO da BHub. “Chegamos para preencher uma lacuna que existe no mercado de startups e PMEs. Convidamos os empresários a repensarem seu modelo de negócios, entendendo que não é necessário gastar muito ou perder tempo com qualquer tarefa que não seja o seu core business”, complementa o CEO.
A rodada também contribui para consolidar a operação da empresa como a primeira e única do mercado a oferecer um back office completo como solução de serviço, integrando todas as informações financeiras da empresa em um único sistema. Tudo isso por uma assinatura mensal a partir de R$ 1.799.
“Nossa missão é criar um novo sistema operacional de gestão para apoiar o crescimento de startups e PMEs, e resolver a dor muitas vezes causada pela falta de um back office eficiente”, explica Jorge. “Desta forma, adquirimos um profundo conhecimento das necessidades de nossos clientes a fim de oferecer soluções integradas, com menos complexidade, gerando mais valor para a empresa”, acrescenta ele.
Em 2020, mais de um milhão de empresas foram à falência no Brasil, uma combinação da crise gerada pela pandemia do coronavírus e da má gestão financeira. A BHub chega para fazer deste cenário algo do passado, construindo uma nova categoria de serviços de back office, que ajuda os empresários a gerenciarem melhor suas empresas, economizando dinheiro e tempo gasto em atividades não essenciais.
“A BHub tem demonstrado excelência na prestação de serviços e apresentou resultados significativos em um curto tempo de operação. Investimos em empresas que utilizam tecnologia para transformar cenários e colaborar na vida cotidiana dos brasileiros”, diz Michael Nicklas, sócio do Valor Capital Group.
A empresa tem liderado um movimento de transformação na gestão de back office. Quando o processo está todo integrado e centralizado, é mais fácil ver as áreas a serem melhoradas, saber como crescer de forma saudável e o que mudar na empresa. Além disso, ao delegar a gestão do back office, o empresário é capaz de se concentrar no negócio principal, deixando todas as questões administrativas e financeiras nas mãos da BHub, economizando tempo e dinheiro.
* Foto destaque: Marcelio Leal, Vanessa Muglia, Jorge Vargas Neto e Fernando Ricco: o quarteto fundador da BHub.

Quer acompanhar de perto todos os investimentos no ecossistema de startups? Siga as redes sociais Startupi e acesse nosso ranking de investimentos do mês.

Mais tradicional portal de mídia brasileiro sobre o mercado de Startups, Inovação, Investimentos, Empreendedorismo e Tecnologia. Desde 2008 vem colaborando para a construção do ecossistema brasileiro de Startups, informando e educando todo o mercado. Quer falar com a gente? Clique aqui e envie uma mensagem para redação, parceria ou comercial. Mantenha-se atualizado sobre as novidades do Startupi pelas redes sociais: Facebook, Twitter, Instagram e Linkedin.

Matérias Relacionadas

No comments yet. You should be kind and add one!

Our apologies, you must be logged in to post a comment.