A KMM, empresa de soluções tecnológicas para o setor de logística, anunciou a aquisição da GridNet, empresa de Minas Gerais com experiência no desenvolvimento de software para o segmento logístico que atua no setor de Tecnologia da Informação há mais de dez anos. Com o movimento, a expectativa é que a KMM, que já atende as demandas do mercado agro e bens de consumo, agregue também as operações de mineração, offshore e portos. Os valores da aquisição não foram revelados.

A aquisição está alinhada à estratégia da KMM de ampliar ainda mais sua atuação no setor de logística. “O aquecimento do agronegócio e das operações de varejo estão movimentando muito a logística brasileira, e percebemos que tem sido cada vez maior a demanda de operadores logísticos e transportadores por soluções relacionadas à armazenagem e offshore, e que são hoje oferecidas pela GridNet. Teremos um cardápio ainda maior – e integrado – de soluções que vão gerar ainda mais valor para os nossos clientes”, explica Leopoldo Suarez, COO da KMM.

Dentre as soluções que vão ser somadas ao portfólio da KMM estão OpenWMS, para gestão de armazéns de diversas naturezas, o OpenGTP, para gestão de terminais portuários, e o OpenGTM, para gestão de terminais multimodais. Ainda serão adicionados à carteira de clientes da KMM grandes empresas de operações logísticas como VLi, BPort e Onno.

Em agosto, a KMM já tinha adquirido a Otimizy, empresa especializada no desenvolvimento de softwares de automatização de processos, e nos últimos dois anos criado outras duas outras empresas com serviços totalmente direcionados ao segmento logístico: a QualP, aplicativo de roteirização, cálculo de rotas e custos de viagem, voltado para facilitar o cálculo de múltiplas viagens e frotas, e a Trizy, plataforma digital de serviços para o mercado de transporte de cargas e relacionamento entre embarcadores, frotistas e caminhoneiros. Esta última, inclusive, atualmente é investida pela Cosan, uma das maiores holdings do País.

A previsão é que a KMM encerre o ano de 2021 reportando crescimento de 60%, com volume de aproximadamente R$ 21 bilhões movimentados e um faturamento total de R$ 35 milhões. Só no setor rodoviário foram 16,5 bilhões de reais transacionados, o que corresponde a aproximadamente 10% do share do mercado total do Brasil. Com a ampliação do portfólio, a expectativa é que a KMM cresça 35%, de forma orgânica, em 2022.


* Foto de destaque: Leopoldo Suarez, COO da KMM.