A healthtech Alice, primeira gestora de saúde do Brasil, anunciou a compra da Cuidas, startup de tecnologia focada no uso da atenção primária na saúde para melhorar a qualidade de vida de funcionários de seus clientes.

Um dos principais objetivos da operação é a integração ao time da Alice dos talentos das áreas de engenharia, tecnologia e saúde, como médicos e enfermeiros, da Cuidas. O valor da operação não foi divulgado.

“Alice e Cuidas possuem a mesma visão sobre o futuro da saúde. Ambas as empresas têm a convicção de que atenção primária e tecnologia formam o caminho para a reconstrução da saúde no Brasil”,  revela André Florence, cofundador e CEO da Alice. “Estamos ansiosos para trabalharmos juntos e tornar o mundo mais saudável”.

Fundadores da Cuidas, Deborah Alves e João Vogel – que agora passam a integrar o time da Alice –  veem na aquisição a oportunidade de unir forças com um parceiro capaz de construir “nada menos que uma das maiores empresas de saúde do Brasil”.

“Estamos impressionados com o time que a Alice montou e segue construindo. A Alice foi capaz de crescer de 500 para 5000 membros em 12 meses, o que lhes permitiu captar grandes rodadas de investimento, incluindo o maior Series B da história de healthtech do Brasil, e portanto também atrair e reter os melhores talentos do mercado”, afirma João Vogel.

Em carta aberta aos funcionários da Cuidas, João e Deborah também escreveram que estão “verdadeiramente emocionados” com o momento e “exageradamente empolgados” por agora fazerem parte da Alice. “Juntos, vamos chacoalhar esse sistema de saúde caótico que temos hoje. Vamos, juntos, provar ao Brasil que é possível entregar um melhor equilíbrio entre acesso e qualidade em saúde”, dizem em nota.

Mercado Corporativo

O debate sobre a saúde dos colaboradores nas empresas vem ganhando cada vez mais relevância no meio empresarial. E as soluções tradicionais de planos de saúde têm se mostrado insuficientes para melhorar a qualidade de vida dos funcionários.

“A aquisição da Cuidas vai na direção de uma movimentação que a Alice começou a fazer em 2021 e pretende atender no próximo ano com força total: o mercado B2B”, explica Florence.

“A Alice tem por pilares saúde mental, sono, alimentação e atividade física, que são exatamente os desafios que as empresas têm com seus funcionários, sobretudo desde o início da pandemia”, conta Florence. “A Cuidas significa um reforço em nossas equipes para atender a essa demanda”.

Estudos conduzidos pela Alice em 2021, com base na metodologia científica EUROQOL-5D, mostram que 90 dias com o apoio do Time de Saúde da healthtech foram suficientes para que 80% dos membros com um baixo índice de qualidade de vida melhorassem seus indicadores.

No mesmo período, 75% dos diagnosticados com depressão, assim como 75% dos diagnosticados com ansiedade, apresentaram melhoras do quadro. Além disso, 58% dos membros aumentaram a quantidade de minutos dedicados à atividade física por semana.

“É possível ter funcionários mais felizes e saudáveis dentro das empresas”, complementa o CEO. “O Super App e, agora, a aquisição da Cuidas, fazem parte de uma mesma visão nossa de futuro: reconstruir a maneira como os brasileiros se relacionam com a sua saúde”.

Expansão para todo o país

O anúncio da aquisição da Cuidas vem na esteira do lançamento do super aplicativo da Alice, realizado no começo do mês de novembro.

Quem baixa o app da Alice agora tem acesso a todas as ferramentas de gestão de saúde da healthtech sem qualquer custo. Além disso, também estão disponíveis consultas digitais avulsas com nutricionistas, psicólogos e preparadores físicos por preços a partir de R$ 79,90.

Quem precisar de atendimento imediato pode acessar o Alice Agora, ferramenta no app que suporta formatos de texto, áudio ou vídeo. Os enfermeiros e médicos da Alice estão disponíveis 24 horas por dia para consultas remotas de, em média, 1 hora, com acompanhamento posterior. Hoje, 88% das queixas de saúde dos membros da Alice são resolvidas por meio desse canal — sem que eles precisem sair de casa.

* Foto em destaque: Fundadores da Cuidas (Deborah Alves e João Vogel) e da Alice (André Florence, Guilherme Azevedo e Matheus Moraes).


Quer acompanhar de perto todos os investimentos no ecossistema de startups? Siga as redes sociais Startupi e acesse nosso ranking de investimentos do mês.