A Daki, startup brasileira de mercado 100% digital, parte do grupo americano JOKR, que tem o mesmo modelo de negócios em países como Estados Unidos, México e Peru, recebeu um aporte de US$ 170 milhões (equivalente a R$ 870 milhões).

A rodada foi liderada pela Tiger Global, GGV Capital e Balderton Capital e contou também com a participação da Monashees, Kaszek Ventures, HV Capital, Activant Capital, Greycroft e FJ Labs.

Com o investimento a empresa visa impulsionar o crescimento global do grupo JOKR. A previsão de expansão no país é de entregar mais de 100 mini centros de distribuição até o final do ano de 2021, além de viabilizar novas contratações no time, expandir a variedade de produtos de seu portfólio com novas categorias e também investir em tecnologia.

“Em seis meses de existência da Daki, amadurecemos como time e construímos uma empresa forte, mesmo em tempos tão desafiadores. Estamos cumprindo a nossa missão de oferecer uma solução rápida e descomplicada para compras de mercado on-line. A empresa está preparada para um crescimento e, com este investimento, chegaremos em mais lugares para simplificar o dia a dia das pessoas, entregando comodidade e conveniência”, reforça Rafael Vasto, CEO da Daki.

A startup foi fundada no Brasil em janeiro de 2021, por Alex Bretzner, Rafael Vasto e Rodrigo Maroja, com a ideia de entregar uma experiência de delivery ao comércio brasileiro com entregas em domicílio em até 15 minutos. A proposta dos traz os dark stores, os mini centros de distribuição com raio de entrega reduzido a poucos quilômetros, possuem estoque e entrega próprios, que viabilizam a agilidade e a eficiência desde a escolha dos produtos até a entrega, fazendo com que a experiência do cliente seja 100% dentro da Daki.

Atualmente, o Grupo está presente em São Paulo (Brasil), Nova York (EUA), Cidade do México (México), Bogotá (Colômbia), Lima (Peru), Varsóvia (Polônia) e Viena (Áustria). No Brasil, a Daki já possui 10 dark stores em São Paulo e com planos de abertura em breve no Rio de Janeiro.

O grupo está direcionado para um mercado global de mais de US$ 8 trilhões no setor de alimentos e bebidas, do qual apenas cerca de 3% está on-line atualmente, apresentando uma enorme oportunidade para as empresas.

* Foto em destaque: Rodrigo Maroja, Rafael Vasto e Alex Bretzner, sócios-fundadores da Daki


Quer acompanhar de perto todos os investimentos no ecossistema de startups? Siga as redes sociais Startupi e acesse nosso ranking de investimentos do mês.