* Por Marco Zolet

Há pouco mais de um ano, quando o Supermercado Now foi adquirido pela B2W Digital, muitos foram os avanços para nossa plataforma. Com a integração, tivemos importantes ganhos com a incorporação da estrutura logística e tecnológica da B2W, fundamentais para a expansão do Supermercado Now no último ano.

Por ser um modelo de negócio que trabalha essencialmente no chamado “last mile”, um trajeto geralmente curto e que compreende a entrega na casa do cliente, passamos a buscar alternativas ainda mais eficientes de entrega, visando sempre aprimorar o atendimento ao cliente. 

Desde o fim de 2020 colocamos à disposição 20 bicicletas elétricas para entregas do Supermercado Now, do tipo cargueiro, que permitem transportar até 180 kg – equivalente a aproximadamente 200 caixas de bombom. Fizemos um projeto piloto para as entregas com as bicicletas elétricas em São Paulo e cerca de 70% das entregas dos pedidos, nas três lojas onde o modelo foi testado, foram feitas com as bikes.

Com o resultado dos testes, a B2W decidiu expandir o projeto para as marcas do e-commerce. Com uma frota inicial 30 bikes, pedidos feitos nos sites e app da Americanas, Submarino, Shoptime e Sou Barato agora também podem ser entregues por bicicletas elétricas. A iniciativa é mais um passo do investimento da B2W em entregas com bikes. Em 2020, mais de 1,8 milhão de pedidos foram entregues por bicicletas convencionais, número cinco vezes maior que em 2019. A tendência é o número crescer de forma ainda mais acelerada com a adição da frota de bikes elétricas.

Um dos meios mais ágeis e eficientes de se deslocar nos grandes centros, as bikes, além de acelerar a entrega, também reduzem a emissão de carbono no meio ambiente. Só no ano passado, a B2W evitou a emissão de aproximadamente 153 toneladas de CO2e, o que representa um crescimento de 225% comparado ao ano anterior. Com essa diminuição nas emissões de gases de efeito estufa (GEE), a B2W avançou em seu compromisso com o ODS 13, da Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas (ONU), que incentiva medidas contra a mudança global do clima.

Em linhas gerais, as bicicletas já vinham ganhando espaço entre os brasileiros. Dados de uma pesquisa do Datafolha de janeiro mostram que a bicicleta é a preferência de 38% de quem não têm carro próprio, ficando à frente de aplicativos de mobilidade, táxis e transporte público. Era natural que essa tendência alcançasse também o varejo, e, em breve, devemos observar cada vez mais alternativas para as entregas, como a própria Americanas, com seus tuc tucs elétricos, lançados recentemente.

Outro dado relevante que mostra o crescimento do setor de bicicletas elétricas é trazido pela associação Aliança Bike, que apontou um crescimento de 34% nas vendas no último triênio. Foram 25 mil unidades comercializadas em 2019 e estimadas 32 mil bicicletas elétricas no ano passado.

Seja para uso pessoal, seja para seu pequeno comércio ou para os grandes varejistas, as bicicletas elétricas são a bola da vez.


Marco Zolet é CEO do Supermercado Now.