A pandemia não dá sinais de trégua e mais uma vez muitos comerciantes entram em dificuldades profundas por conta do lockdown. A transformação digital se torna ainda mais imprescindível: não há outro caminho para que o comércio se mantenha firme e atenda o consumidor de maneira segura, sem nenhum impeditivo.

Especialista em e-commerce fala sobre a importância de utilizar uma boa estratégia de marketing para compreender as reais necessidades dos clientes e estabelecer relacionamentos duradouros

Falar é fácil, mas aqueles que experimentam o universo digital sabem que há muito o que aprender. “Erguer um e-commerce não depende apenas de fazer os investimentos corretos, mas também de traçar estratégias de marketing inteligentes”, afirma Marcelo Dantas, CEO da Estrela10, site de vendas com faturamento de R$ 500 milhões em 2020 – dos quais 80% foram obtidos por meio dos principais marketplaces (B2W, Mercado Livre, Carrefour, Amazon, Via Varejo e Magalu).

Dantas listou quatro estratégias de marketing que não podem ficar de fora para um e-commerce deslanchar. São elas:

Marketing logístico

Tudo o que o consumidor deseja é receber em casa os produtos comprados dentro do prazo prometido. Quando todo o processo é transparente – da separação e embalagem até o rastreamento do produto em tempo real, uma relação de confiança e satisfação é estabelecida. “Ninguém esquece a sensação de ser respeitado em todo o processo de compra, nem surpreendido com uma entrega ágil e sem imprevistos”, afirma Dantas.

Para ele, os serviços têm tanta relevância quanto os próprios produtos; por isso, oferecer uma boa experiência ao cliente é o maior diferencial de um comércio eletrônico. “Muito mais do que a entrega, o processo logístico lida com necessidades e expectativas”, acredita.

Marketing digital

O conceito pode até parecer simples, mas marketing digital dentro do e-commerce é um assunto extenso e que demanda conhecimento e dedicação. Ele significa entregar o conteúdo certo, para a pessoa certa e na hora certa. “Existem 134 milhões de brasileiros conectados à internet atualmente. Como encontrar seu consumidor em meio a uma multidão desta grandeza? É aí que entra a estratégia de marketing digital”, esclarece o CEO da Estrela10.

Existem muitas estratégias de marketing digital que podem ser adotadas no segmento de e-commerce, como SEO, Inbound Marketing, e-mail marketing e redes sociais. “Hoje, este tipo de iniciativa é uma regra para que o seu negócio tenha relevância”, acredita.

Marketing de relacionamento

São as ações voltadas para manter o público fiel e em constante relacionamento com sua empresa. “Por meio deste relacionamento próximo com seus clientes, você terá feedbacks constantes sobre seus produtos e serviços, o que permitirá sua melhoria contínua”. Outra vantagem do marketing de relacionamento é que, por meio dele, seus clientes tornam-se defensores da sua marca, trazendo novos clientes por meio do chamado “marketing boca a boca”.

Para iniciar um programa de marketing de relacionamento, é preciso contar com um banco de dados atualizado com as informações de seus clientes mais importantes e que não podem deixar de participar do seu programa de relacionamento. Com os dados atualizados, é possível verificar os clientes que fazem compras frequentes e priorizá-los nos lançamentos, ofertas, etc. “Você pode, por exemplo, criar benefícios para os clientes mais engajados ou até mesmo um sistema de pontuação que proporcione alguma vantagem”, ensina o CEO.

Marketing de performance

Trata-se do marketing baseado em desempenho, no qual suas ações são 100% mensuráveis. Por exemplo, para um e-commerce, o marketing de performance está relacionado a indicadores de vendas. “Mas ele não considera apenas o que seria o principal indicador de um negócio. Todas as ações são construídas com foco nos resultados que devem gerar, por isso diferentes métricas e KPIs são acompanhados”, revela Dantas.

Ele explica que, no caso do e-commerce, os indicadores de vendas são os indicadores finais. Porém, outros números também são relevantes, como cliques em anúncios, taxa de conversão de leads, custo por lead (CPL), custo por aquisição (CPA).

“No marketing de performance, todas as campanhas criadas e ações desenvolvidas devem ser rastreadas para que seja possível tomar uma decisão mais assertiva sobre o negócio”. Entre os benefícios da execução de campanhas de marketing de desempenho, estão a rastreabilidade, baixo risco e ROI alto, consequência de um planejamento voltado ao desempenho.

Dantas menciona alguns canais mais adequados: Google Adwords e demais ações de CPC Ads, anúncio em redes sociais, Native Ads, marketing de afiliados, presença em redes sociais, e-mail marketing, SEO, etc.