* Por Mônica Hauck

O mercado corporativo está cada vez mais competitivo e exigente. Por este motivo, é muito importante que as empresas tenham um time dedicado, engajado e com alta performance. Mas, para que elas consigam alcançar esses objetivos, é preciso acompanhar de perto todo o fluxo de trabalho e entender as principais dificuldades enfrentadas por eles e ajudá-los da melhor maneira. 

Segundo pesquisa realizada pela Predictive Index, empresa americana especializada em análise de dados, 56% dos chefes citaram o desempenho dos seus funcionários como sua principal preocupação em 2020. Por isso, contar com ferramentas digitais que medem a atuação dos colaboradores ajudará no sucesso dos negócios.  Com o uso delas, é possível mensurar a performance de um colaborador ou de uma equipe. Porém ela precisa ser bem planejada e executada.    

Antes de mais nada é preciso definir o método que será adotado, os objetivos da organização e as reais necessidade dos líderes ao aplicar essa avaliação, assim como qual será a periodicidade que ela será realizada.  Outro ponto importante é que todos os envolvidos estejam alinhados com relação aos padrões que serão avaliados e a forma que os feedbacks serão passados para os participantes. Depois disso, é imprescindível que sejam realizados testes para solucionar e ajustar possíveis falhas. 

Depois que todos esses pontos estiverem bem alinhados, os profissionais de RH podem começar a enviar os questionários com o objetivo de coletar os dados para entender e monitorar o desempenho de cada um deles. Com essas informações em mãos, os gestores de RH conseguem analisar a postura profissional, hard e soft skills e relacionamento com o restante da equipe, reunir insights importantes que estão associados com as exigências do cargo e a cultura da organização para que eles possam tomar decisões mais efetivas e fornecer feedbacks mais construtivos. 

Além disso, ela ajuda a identificar possíveis pontos de melhoria, implementação de treinamento quando necessário e, até mesmo, auxilia na realocação do funcionário para outras funções e cargos de acordo com seu perfil. Por fim, concluo que as instituições devem contar cada vez mais com a ajuda da tecnologia para automatizar processos, ganhar eficiência nas principais atividades do dia a dia e melhorar os resultados dos negócios. Aposte nisso que com certeza a sua empresa irá decolar em 2021.


Mônica Hauck é Fundadora da Solides. Graduada e pós-graduada pela UFMG e FGV, com MBA em Gestão Empresarial e especialista em Inovação e Empreendedorismo pela Universidade de Stanford. A empreendedora desenvolveu a ferramenta Profiler e, como referência em Gestão Comportamental, atualmente ministra palestras e cursos por todo Brasil. Também é vencedora do Prêmio Mulheres Notáveis, na categoria Tecnologia.