O novo consumidor quer agilidade, opções de compra, mais opções de entrega e tudo isso de forma prática e rápida. Dessa forma, como as empresas têm se preparado para lidar com esse novo perfil? A pandemia da covid-19 fez de 2020 um ano muito atípico, e todos os setores sentiram suas consequências e tiveram que se reinventar de alguma forma.

Em 2021, apesar da doença ainda não ter acabado de vez, já temos um cenário muito mais otimista. A vacina está saindo e o mercado está gradualmente voltando ao normal. Depois de tantas mudanças, unidas ao grande avanço tecnológico que temos ano a ano, a Trackage, startup de otimização logística e monitoramento inteligente de pátios e docas, conta quais serão as 5 maiores tendências do setor logístico para 2021. As dicas são de Ariane Simon, analista de Marketing da Trackage:

Omnichannel

O conceito de omnichannel é conhecido como “compre e retire”. Ele representa a interligação do estoque e sistemas online (sites web na nuvem) e offline (rodando nas lojas e outros pontos físicos). Isso requer toda uma reorganização logística, garantindo que o pedido chegue, o pagamento seja processado e em poucas horas o produto esteja disponível para retirada no mesmo dia.

Isso é uma mudança importante, pois deve haver organização nos processos internos e uma otimização do controle de estoque que não eram necessários antes. Hoje, é mais complexo garantir a entrega do produto final sem falhas nesse processo.

Drones

Os drones chegaram como uma tecnologia para atender necessidades em diversos mercados, inclusive nas entregas de produtos. Uma delas, que está em fase de testes e estudos, é a entrega de encomendas, compras e refeições via drone.

Caso aprovada e regulamentada, os benefícios dessa tecnologia são inúmeros: é ecologicamente correto, economiza combustível, ganha tempo por sobrevoar o trânsito e reduz custos com a operação tradicional entre transportadora, caminhão e motorista.

Anticipatory Shipping

Essa é sem dúvida uma das inovações mais promissoras: a compra antecipada, Quando o consumidor já é cliente e conhecido pela empresa, se torna possível analisar seu comportamento através de ações como “adicionar à lista de desejos” ou “adicionar à sacola”. Isso permite ao sistema analisar e definir o processo de entrega antes mesmo da finalização da compra!

A Amazon é pioneira nesta tecnologia, com o cruzamento e interpretação de dados entre a plataforma de venda e a inteligência logística, o produto é encaminhado ao centro de distribuição mais próximo do usuário com intenção de compra, antecipando boa parte do percurso de entrega.

Full

As entregas Full (chamadas de cheias) consistem na compra realizada, pagamento aprovado e entrega da mercadoria em questão de horas, recebida pelo consumidor no mesmo dia da compra. Essa novidade já está sendo usada pelo Mercado Livre e muitos já puderam comprovar a eficiência do serviço. Do lado da empresa distribuidora, o sistema de compra e entrega no mesmo dia é mais complexo que o tradicional, carecendo de um grande centro de distribuição com estoque de produtos a pronta entrega.

Muitas empresas já sofrem com os impactos de perderem clientes por não oferecerem esse serviço. Logo, essa adaptação se torna cada vez mais necessária.

Blockchain

Um pouco mais complexo, o blockchain consiste em um banco de dados confiável que armazena e rastreia dados de transações. Seu uso mais conhecido é armazenar e controlar diferentes moedas virtuais, como o bitcoin. Ele também pode ser usado para rastrear processos logísticos entre empresas e usuários, como armazenar os dados do consumidor, quem foi o beneficiário e quando a transação foi feita, quem irá entregar o produto e toda a cadeia até a entrega final. Esse armazenamento é feito por blocos que interligados formam uma cadeia de blocos, daí o nome blockchain.

O sistema é totalmente seguro e conta com intermediadores que verificam e fazem os registros no bloco, que por sua vez são recompensados por moedas digitais, e nisso consiste o incentivo cada vez maior em colaborar e tornar a rede cada vez mais sustentável e segura para todos.

Você já deve ter visto lojas que fazem uso de pagamentos com moedas virtuais. Pode apostar que há um sistema como esse por trás, para assegurar consumidor e empresa na entrega de seus produtos e serviços. Dessa maneira, todos os pontos citados anteriormente carecem de tecnologias e modelos de armazenagem eficazes para que as entregas full, via drone, compra antecipada, omnichannel ou blockchain funcionem corretamente.