A Cogna Educação comunicou esta semana que a sua subsidiária Vasta adquiriu a Meritt, plataforma de avaliação digital. “Com mais de 10 anos de experiência e mais de 500 escolas atendidas, a Meritt possui a maior base de dados da educação básica do Brasil e vai ajudar no processo de digitalização das escolas parceiras”, disse a Cogna em comunicado ao mercado. Os valores não foram divulgados.

Atualmente, a startup possui 153 clientes ativos, número 40% superior ao verificado em 2019 e deve fechar o ano com uma receita estimada de R$ 1,5 milhão. “Além de agregar uma solução digital para a plataforma, adicionar novos clientes e trazer experiência na análise de dados, a Meritt vai proporcionar também sinergias de custos relevantes com a otimização das provas e simulados para as marcas da Vasta”, continuou a nota.

Ainda de acordo com o Cogna, a aquisição de uma edtech reforça o comprometimento da Vasta em ampliar as soluções digitais oferecidas na sua plataforma e vai proporcionar uma melhor gestão da aprendizagem com base em dados e evidências, contribuindo para melhorar o desempenho acadêmico dos alunos.

“A experiência e a metodologia da Meritt ajudarão a Vasta a dar um novo passo nos investimentos de avaliação online e adaptativa, avançando na personalização das avaliações, além de permitir a comparabilidade dos resultados entre todos os alunos matriculados na plataforma. Com essa metodologia, será possível identificar de maneira mais rápida os pontos fortes e os pontos a melhorar de cada estudante, garantindo uma evolução contínua dos seus resultados acadêmicos tanto em exames tradicionais quanto em processos seletivos”.

Por fim, destacou que a história da Meritt sempre foi permeada por inovação e sua inserção na plataforma digital e a absorção do seu quadro de funcionários vai acelerar a transformação digital e apoiar a escola na transição para um modelo de ensino mais dinâmico e no desenvolvimento de uma educação em consonância com os tempos atuais.

A solução online da Meritt estará disponível para todas as escolas parceiras do Plurall, plataforma educacional, a partir do primeiro bimestre de 2021, enquanto a solução adaptativa será gradualmente incorporada aos modelos de ensino da plataforma.