A partir de hoje, o WhatsApp passa a ter um recurso que vai facilitar as compras feitas direto no aplicativo. É a chegada do carrinho, um ícone que permite ver um catálogo, selecionar produtos e realizar um pedido por mensagem para a empresa.

“O carrinho é uma ótima alternativa para clientes enviarem seus pedidos a empresas que vendem vários itens, como restaurantes ou lojas de roupas. Com o carrinho, as pessoas podem explorar o catálogo, selecionar diversos itens e enviar o pedido por mensagem para a empresa. Essa nova experiência de compra e venda simplificará o controle de perguntas sobre pedidos, o gerenciamento de solicitações e o fechamento de vendas”, disse a empresa por meio de um comunicado em seu blog oficial.

Ainda no texto, o WhatsApp afirma que está se tornando um espaço onde empresas podem administrar vendas e conversar com seus clientes sobre produtos e serviços. “Com o catálogo, os clientes podem conferir a disponibilidade de produtos e serviços, enquanto as empresas podem organizar estrategicamente as conversas com base em itens específicos. O uso do WhatsApp para fins comerciais cresce a cada dia, e queremos facilitar ainda mais essa experiência para empresas e clientes”, segue a nota.

Novo recurso do WhatsApp (Foto: Divulgação/Blog do WhatsApp).

WhatsApp lança o recurso de pagamentos na Índia

Também hoje, a empresa lançou um serviço de pagamentos na Índia. “Dessa forma, os usuários no país poderão enviar dinheiro para familiares ou dividir uma conta entre amigos, com segurança, pelo WhatsApp e sem precisar ter dinheiro no bolso nem ir a um banco”, disse a empresa em comunicado.

O WhatsApp desenvolveu o recurso de pagamentos em parceria com a Corporação Nacional de Pagamentos da Índia (NPCI, na sigla em inglês) utilizando a Interface de Pagamento Unificada (UPI, na sigla em inglês). A UPI é um sistema de pagamento em tempo real criado pela NPCI que permite transações entre 160 bancos autorizados na Índia. “Nessa parceria, nos juntamos à Índia na iniciativa de aumentar e facilitar o uso de pagamentos digitais, o que contribui para o aumento da inclusão financeira no país”, acrescentou.