* Por Mônica Hauck

Independentemente do cenário atual da pandemia, que potencializa o home office e novas rotinas de trabalho, as pessoas ainda passam a maior parte do dia dentro do ambiente empresarial. Contudo, estimular um bom relacionamento entre os funcionários e bem-estar do time, é fundamental para manter a produtividade.   

Com a crise, empresas de todos os segmentos tiveram que se adaptar à nova situação. Um estudo global feito pela Salesforce, empresa americana de software on demand com mais de 20 mil pessoas, aponta que a segunda prioridade das corporações é com relação a saúde mental dos colaboradores. Isso porque, elas têm ficado grande parte do tempo no computador, e não há muita divisão entre o trabalho e as horas de lazer. 

Diante desse cenário, ter um clima ameno e amigável é muito importante para que eles fiquem motivados e capazes de executar atividades com maior dedicação, entusiasmo e desempenho. Isso tem sido peça chave para diminuir o turnover e melhorar os resultados. 

Por meio de mapeamentos comportamentais que algumas empresas de RH oferecem, é possível avaliar constantemente o nível de positividade e energia para o trabalho. Esses indicadores ajudam a entender o quanto o profissional está motivado e como o gestor pode criar estímulos para atingir os objetivos de maneira saudável.

Afinal, a interação entre líderes e equipes influência no clima organizacional e interfere também nos fatores físicos e psicológicos das pessoas. Por isso, inserir atividades online no seu dia a dia como aulas de ginásticas, happy hours, palestras com psicólogos e terapeutas, sessões de mindfulness, aulas de yoga e pilates faz uma grande diferença na relação funcionário/empresa. 

Em contrapartida, é preciso estabelecer uma boa comunicação interna, transparência no alinhamento dos objetivos e oferecer toda estrutura necessária para a execução das tarefas. Isso pode ser feito por meio de treinamentos corporativos, que visam desenvolver habilidades dos colaboradores para que eles possam aprimorar a execução das atividades. Além disso, treinamentos também podem ajudar a reter talentos, aumentar a sua produtividade e melhorar ambiente interno. 

Diante desses insights, concluo que a pandemia nos trouxe consequências muito ruins para os negócios e para a população no geral. Mas, uma coisa não se pode negar – alguns temas que antes as companhias não tratavam como prioridade, agora passaram a ser discutidos em muitas reuniões, como os fatores humanos e preocupações com a saúde dos colaboradores. Por isso, é de extrema importância que esses assuntos continuem sendo discutidos pela área de RH e gestores, pois o ambiente corporativo com certeza não será mais o mesmo e as pessoas estarão cada vez mais atentas a isso.


Mônica Hauck é Fundadora da Solides. Graduada e pós-graduada pela UFMG e FGV, com MBA em Gestão Empresarial e especialista em Inovação e Empreendedorismo pela Universidade de Stanford. A empreendedora desenvolveu a ferramenta Profiler e, como referência em Gestão Comportamental, atualmente ministra palestras e cursos por todo Brasil. Também é vencedora do Prêmio Mulheres Notáveis, na categoria Tecnologia.