O Mercado Livre recebeu esta semana a autorização do Banco Central para atuar como instituição financeira. A partir dessa decisão, a empresa ganha, por meio da instituição Mercado Crédito, maior autonomia para formular produtos e serviços financeiros e de crédito, inclusive com distribuição via marketplace e por meio da fintech Mercado Pago.

“A licença de instituição financeira permitirá reforçar o foco da companhia em expandir as operações de crédito dentro de seu ecossistema. Desde o início da oferta em 2017, o grupo já concedeu mais de R$ 4 bilhões em créditos no Brasil, em um total de mais de 10 milhões de transações. Essas operações de crédito alcançaram principalmente consumidores e empreendedores sem acesso ao crédito no sistema financeiro tradicional”, explica Tulio Oliveira, vice-presidente do Mercado Pago.

“Esse movimento reforça também a estratégia da companhia em se consolidar como uma das principais fintechs da América Latina. Prevemos acelerar o alcance da conta Mercado Pago, chegando ao maior número possível de brasileiros, fomentando a inclusão financeira de maneira completa, inclusive com acesso a crédito digital e facilitado”, finaliza Tulio.

Além dos benefícios para as operações de crédito, a licença de instituição financeira permitirá ao Mercado Pago acessar fontes de financiamento diferentes, que complementarão a estratégia de funding da companhia: “Ter um rol de instrumentos de financiamento mais completo beneficiará de forma estrutural toda a área de fintech e trará maior solidez, além de resiliência para o negócio”, completa Pedro de Paula, diretor do Mercado Crédito no Brasil.

Mercado Crédito

No Brasil, o Mercado Crédito foi lançado em 2019. Com serviços financeiros de crédito para pessoas físicas e MPMEs – Micro, Pequenas e Médias Empresas que vendem no Mercado Livre ou que processem seus pagamentos com o Mercado Pago fora do marketplace, ele permite aos clientes potencializar o desenvolvimento de seus negócios: o vendedor passa a contar com capital de giro para comprar mercadorias, pagar fornecedores, investir em maquinários ou mesmo trocar uma dívida mais cara para melhorar seu fluxo de caixa.

O modelo de scoring (análise de risco) de Mercado Crédito avalia o vendedor a partir de seu histórico de vendas, sua reputação e uso das tecnologias Mercado Livre. Desenvolvido internamente, o modelo utiliza Inteligência Artificial para analisar mais de 400 variáveis do comportamento do usuário no ecossistema do Mercado Livre e Mercado Pago.