Ir para o conteudo

Quanto vale sua startup?

* Por João Kepler

Calcular o valor de um negócio está longe de ser uma tarefa fácil. Por isso, existem no mercado tantos métodos e até mesmo especialistas que se dispõem a prestar consultoria e avaliar empresas em sua totalidade — bens tangíveis e intangíveis. E foi pensando nisso, para ajudar a desmistificar o Valuation, bem como torná-lo mais acessível a todo o ecossistema empreendedor brasileiro, que eu resolvi criar um sistema simples, 100% gratuito, uma ferramenta automatizada e prática, o Valuation SME.

Atualmente, existem diferentes metodologias como Fluxo de Caixa Descontado, Venture Capital, Avaliação Fatores de Risco, Método Berkus, Terminal Value, Scorecard, First Chicago, Negociações Comparáveis, Valor Contábil, entre outros. Elas são empregadas utilizando variados parâmetros, como margens operacionais, índices de liquidez, performances históricas, projeções e expectativas futuras, múltiplos de ebitda e etc.

Se avaliar empresas maduras, para as quais dispomos de quase todas essas informações, já que não é apenas uma ciência exata e depende também do know how do avaliador, então como avaliar uma startup, que normalmente possui um histórico muito limitado e por vezes sequer ainda tem receitas?

Neste sentido, o sistema Valuation SME propõe uma análise simples, porém completa, principalmente para startups nos estágios aceleração, anjo, pré-seed e seed. Para fazer o valuation das startups, são utilizados os valores baseados em resultados, projeções, na necessidade de investimento, nos fatores técnicos, de risco e de sucesso. A ferramenta criada aprende ainda com os resultados e, de acordo com sua própria assertividade, vai aperfeiçoando o sistema através de inteligência artificial.

O Método consiste em um conjunto de dados inseridos em 4 blocos: Overview, Financials, Scorecard e Risks.

A ferramenta traz uma abordagem muito mais abrangente, comparada ao método tradicional de Venture Capital por exemplo, que depende muito da visão, da expectativa, do estágio e da tese do investidor. São avaliados de forma qualitativa vários aspectos de um negócio, trazendo uma abordagem ampliada para a precificação de uma startup.

É praticamente uma consolidação de todos os métodos, sendo aplicável para uma startup brasileira nos estágios iniciais. Sendo assim, a estimativa de Valuation final apontada pelo método é baseada em cada aspecto e dados inseridos (autodeclaração), que resultam em um cálculo interno levando em consideração pontuações, múltiplos, médias, critérios com seus respectivos pesos, indicadores e comparáveis das startups investidas por mim nesses últimos 10 anos. A margem de erro de até 10% para mais ou para menos, com seus respectivos pesos.

Lembrando que o valuation de uma startup representa o preço que algum investidor de risco está disposto a pagar para participar de um retorno futuro e incerto. Quanto menos distante e menos incerto for essa possibilidade de retorno e quanto mais claro for os seus números, seus resultados e suas perspectivas, mais racional será o seu valuation e maiores serão as suas possibilidades de conseguir investidores. Simples assim.

Se você for empreendedor, pode usar esta ferramenta para identificar uma estimativa de quanto vale a sua startup e se preparar para o Fundraising. E se for investidor, pode usá-la para avaliar startups e analisar melhor as oportunidades de negócio.

A ferramenta já passou por validação de 1 mil startups com um índice de acertos em 90% (respostas afirmativas sobre a expectativa de valuation). Com isso já estamos melhorando e calibrando o sistema.

Acesse agora a ferramenta gratuita e fase de testes. Se gostou, indique a um amigo que está precisando dessa ferramenta gratuita e faça um corrente do bem.


João Kepler é escritor, anjo-investidor, conferencista, apresentador de TV, podcaster e pai de empreendedores. Especialista na relação empreendedor-investidor, foi premiado por 3 anos como o Melhor Anjo-Investidor do Brasil pelo Startup Awards. Também é Diretor da Bossa Nova Investimentos, que realizou mais de 670 investimentos em startups nos últimos 4 anos. JK está conectado com o que há de mais inovador no mundo dos negócios e por isso é conselheiro de várias empresas e entidades. Autor de 7 livros (sendo 2 bestsellers: “Smart Money” e “Gestão Ágil”) e o. seu mais recente livro: [Se Vira Moleque!].

Espaço Investidores
Espaço Exclusivo para Investidores transmitirem conhecimento, desafios e experiências sobre investimento anjo, fundos de investimentos, venture capital, captação de investimentos em grupo, planejamento de risco, relação com empreendedores e investidores…e muito mais!

Matérias Relacionadas