* Por Fredy Evangelista

Neste ano, em meio a tantas incertezas em razão da pandemia do coronavírus, alguns questionamentos são inevitáveis. Afinal, é possível prepararmos uma Black Friday ainda mais atrativa, uma vez que o e-commerce se tornou o principal meio de aquisição durante o isolamento social? Como agilizar os fluxos de compras e de pagamentos para vender mais? Acredito que a resposta esteja cada vez mais na digitalização dos processos internos.

O avanço da transformação digital no varejo brasileiro em 2020, sem dúvidas, impulsionou as lojas virtuais até mesmo em setores com presença menos digitalizada, como, por exemplo, os supermercados. Segundo uma pesquisa feita pelo E-Commerce Brasil durante o mês de setembro, houve um aumento expressivo no investimento no digital, sendo que 39,5% já fazem a operação online de sua organização de forma mista (interna e externamente).

Neste contexto, a Black Friday pode ser o momento ideal para uma marca se destacar no meio da multidão e nada melhor do que utilizar a tecnologia para isso, apostando em formatos inovadores e mais conectados com os públicos. Afinal, a gestão estruturada de processos internos digitalizados, tem sido um reflexo decisivo na experiência de compra dos consumidores. Então, por que não aproveitar as novas ferramentas tecnológicas e implementá-las o quanto antes?

O que quero dizer é que as marcas devem agilizar esse processo de digitalização e, para isso, podem (e devem!) usar soluções que agreguem no dia a dia do negócio. Além disso, aproveito para ressaltar outros pontos interessantes que têm se destacado deste cenário, a otimização dos meios de pagamento e a gestão da operação como um todo, afinal esses quesitos, além de ajudar com a questão da experiência, também auxiliam no ganho de eficiência operacional.

Por isso, afirmo que desburocratizar processos internos é essencial para que tudo funcione corretamente, inclusive externamente. A área de gestão de documentos e processos por exemplo, ainda é tida como estratégica em qualquer organização e por isso, merece uma atenção especial. Ao tornarmos esse procedimento totalmente digital, contribuímos para a diminuição de gastos, bom funcionamento das atividades e aumento da produtividade, o que impacta diretamente o consumidor.

Período de crise econômica, como estamos vivendo atualmente, trazem grandes chances de inovação e aceleração, que são importantes a médio e longo prazo. Então, aproveite esse período que antecede uma das datas mais esperadas pelo varejo e otimize seus processos de compras, pagamentos e estoque. Vamos juntos nessa transformação digital?

* Fredy Evangelista é CEO da Vianuvem, startup com software BPM que não utiliza códigos para programação de processos.