A Nvidia anunciou esta semana um acordo definitivo de aquisição da fabricante de chips Arm, do SoftBank, em uma transação avaliada em US$ 40 bilhões.

A combinação reúne a plataforma de computação de IA da Nvidia com o vasto ecossistema da Arm a fim de criar a principal empresa de computação para a era da Inteligência Artificial, acelerando a inovação enquanto se expande para mercados grandes e de alto crescimento.

“Simon Segars e sua equipe na Arm construíram uma empresa extraordinária que está contribuindo para quase todos os mercados de tecnologia do mundo. Unindo os recursos de computação IA da Nvidia Enterprise com o vasto ecossistema da CPU da Arm, podemos avançar a computação da nuvem, smartphones, PCs, carros autônomos e robótica, para superar a IoT e expandir a computação de IA para todos os cantos do globo,” afirma Jensen Huang, fundador e CEO da Nvidia.

O SoftBank permanecerá comprometido com o sucesso de longo prazo da Arm, que foi adquirida em 2016 e tem conclusão prevista para 2021,  por meio de sua participação na Nvidia, que deve ser inferior a 10%.

“A Nvidia é o parceiro perfeito para Arm”, diz Masayoshi Son, presidente e CEO do SoftBank. “Desde a aquisição da Arm, honramos nossos compromissos e investimos fortemente em pessoas, tecnologia e P&D, expandindo assim os negócios para novas áreas com alto potencial de crescimento. Unir forças com um líder mundial em inovação tecnológica cria oportunidades novas e estimulantes para a Arm”.

Após o fechamento da transação, a Nvidia pretende manter o nome e a forte identidade da marca Arm e expandir sua base em Cambridge. A propriedade intelectual da fabricante de chips permanecerá registrada no Reino Unido. “Expandiremos este excelente local e construiremos um centro de pesquisa de IA de classe mundial, apoiando o desenvolvimento em saúde, ciências biológicas, robótica, carros autônomos e outros campos. E, para atrair pesquisadores e cientistas do Reino Unido e de todo o mundo para realizar um trabalho inovador, a Nvidia Enterprise construirá um supercomputador de IA de última geração, equipado com CPUs Arm. O Arm Cambridge será um centro de tecnologia de classe mundial”, complementa Huang.

Segundo Simon Segars, CEO da Arm, as duas empresas compartilham de uma mesma visão em que a “computação onipresente e com eficiência energética ajudará a resolver os problemas mais urgentes do mundo, desde as mudanças climáticas até a saúde, da agricultura à educação”. Ele ainda complementa ” Minha equipe de gerenciamento e eu estamos entusiasmados por ingressar na Nvidia para que possamos escrever este próximo capítulo juntos.”

De acordo com os termos da transação, que foi aprovada pelos conselhos de administração das empresas envolvidas, a Nvidia pagará ao SoftBank um total de US$ 21,5 bilhões em ações ordinárias e US$ 12 bilhões em dinheiro, incluindo US$ 2 bilhões a pagar no momento da assinatura. O número de ações a serem emitidas no fechamento é de 44,3 milhões, determinado usando o preço médio de fechamento das ações ordinárias nos últimos 30 pregões. Além disso, o SoftBank pode receber até US$ 5 bilhões em dinheiro ou ações ordinárias sob um conceito de earn-out, sujeito à satisfação de metas de desempenho financeiro específicas da Arm. A Nvidia também emitirá US$ 1,5 bilhão em ações para os funcionários da Arm.

A transação, que não inclui o Grupo de Serviços IoT da Arm, ainda está sujeita a aprovação de órgãos regulatórios e deve ser finalizada em 18 meses.