A Beejobs, startup que usa Inteligência Artificial para recrutar e selecionar candidatos, recebeu um investimento de R$ 20 milhões para aperfeiçoar sua tecnologia e desenvolver seus negócios na LATAM e Romênia. A rodada foi liderada pela Capital Indigo, gestora de fundos especializada em HR.

Por mais que a pandemia causada pelo novo coronavírus tenha aumentado as taxas de desemprego, o momento é bom para a Beejobs. Além do aporte, a empresa, que possui um LMS para aprendizado corporativo, aumentou sua receita em 48% no primeiro trimestre deste ano.

A startup foi criada há cerca de três anos pelo especialista em RH Cláudio Vinícius e com intensa contribuição de Marco Ornellas, grande mentor e fonte de inspiração da marca. A startup de recursos humanos (ou HRTech) promete contratações 70% mais eficientes, agregando inteligência e trabalho remoto às seleções.

A Beejobs faz triagens automáticas e identifica perfis com maior afinidade para cada vaga para as pequenas e médias empresas. Alguns dos mais de 200 clientes atendidos são RIOLUB, LIQ, Ibad, Mercatto, Casa&Video e Jr Diesel. A Beejobs já atua em três países.

“Neste período [de pandemia], as empresas precisam, mais do que nunca, digitalizar os processos de recrutamento e seleção”, afirmou em comunicado o fundador Cláudio Vinícius.

O grande objetivo da empresa é aprimorar sua Inteligência Artificial nos processos de R&S e aperfeiçoamento do seu LMS com gamification. Outro objetivo é lançar serviços ainda neste ano.