A Apple tornou-se nesta quarta-feira a primeira empresa norte-americana listada a atingir US$ 2 trilhões em valor de mercado. O fato ocorre em meio a apostas de investidores de que a empresa irá prosperar mais no mundo pós-coronavírus.

As ações da organização têm subido em ritmo acelerado desde a divulgação dos resultados trimestrais em julho, que mostrou a criadora do iPhone superar a petrolífera Saudi Aramco como a empresa listada mais valiosa do mundo. As ações da empresa acumulam valorização de cerca de 57% em valor até agora em 2020.

O rali reflete a crescente confiança dos investidores na mudança da Apple para depender menos das vendas de iPhones e outros dispositivos, e mais de serviços aos usuários.

Com Amazon, Microsoft e Alphabet valendo cerca de US$ 1 trilhão ou mais cada, as grandes empresas de tecnologia dos EUA agora têm um valor combinado de US$ 6 trilhões.

A Apple surpreendeu Wall Street ao conseguir que seus leais clientes comprassem iPhones, iPads e Macs pela internet, mesmo com várias lojas físicas da marca fechadas pelo isolamento social.

Nesta quarta-feira, as ações da empresa exibiam alta de cerca de 1%, a US$ 466,65.

Fonte: Agência Reuters