A Loft, startup que facilita a compra, reforma e venda de imóveis, decidiu ir além para entrar também no mercado de locação de imóveis e anunciou a aquisição da Uotel, especializada em administrar apartamentos padronizados. O valor da transação não foi divulgado.

A Uotel possui uma plataforma de hospedagem que aluga apartamentos de 20 a 35 metros quadrados, padroniza os imóveis com design moderno e diferenciado e, por meio dela, hospeda clientes. O foco é atrair hóspedes interessados em estadias de curto e médio prazo.

“Esse é o primeiro passo para transformar nossa visão de freedom living em realidade, ou seja, a ideia de que a Loft facilita a realização dos desejos de mudança do nosso cliente durante sua vida – do curtíssimo ao longo prazo, desde que ele sai de casa pela primeira vez, passando por transferência de trabalho, casamento, filhos, e renovação de ciclos”, explica Mate Pencz, co-CEO e fundador da Loft.

Fundada em 2016 pelos sócios Thomaz Guz e Fabio Bertini, a Uotel tem 230 imóveis disponíveis para locação em São Paulo. O negócio foi concretizado no mês de maio. A execução e gestão seguirão a cargo dos fundadores, que passaram a integrar o time Loft. “É muito bom ter empreendedores dentro da empresa que convergem com essa visão”, diz Pencz.

A Uotel opera em um modelo híbrido de negócios, que flutua entre os serviços oferecidos por um hotel tradicional e o Airbnb. Os hóspedes podem fazer a reserva por meio do site da empresa ou em plataformas como Expedia e Booking.com. “Criamos uma plataforma que une o que há de melhor nesses dois mundos”, diz Thomaz Guz, da Uotel. “De um lado, temos os serviços, segurança e padrão de qualidade de um hotel; de outro, o custo benefício e uma experiência autêntica do Airbnb, em que o cliente tem aquela sensação de estar em casa.”

Os 230 apartamentos que hoje a Uotel administra estão em oito prédios localizados na capital paulista. Segundo Pencz, a meta é adicionar mais 400 imóveis ao portfólio da empresa até o fim do ano. “Esses apartamentos passam por um processo de transformação e são apropriados para o modelo de aluguel de curto prazo – ou seja, estão prontos para você se mudar”, diz.

Soluções

O casamento entre Loft e Uotel traz ainda mais possibilidades para facilitar a vida de quem busca soluções no mercado imobiliário. Startup especializada em reformas comprada pela Loft no ano passado, a Decorati vai tocar boa parte das obras dos 400 imóveis que devem ser incorporados ao portfólio da Uotel para locação. Além disso, a ideia é lançar produtos financeiros específicos, como fundos de locação, para ampliar ainda mais esse portfólio.

“Queremos estar presentes na jornada dos clientes em todo o espectro de consumo do mercado imobiliário, seja para comprar ou vender um imóvel (longo prazo), alugar (médio prazo) ou alugar por temporada (curto prazo)”, finaliza Lucas Souza, Diretor de Aluguéis da Loft.