A EMBRAPII (Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial) anunciou na última semana, durante uma coletiva de imprensa, que receberá R$ 50 milhões do Ministério da Educação (MEC) para investir no desenvolvimento de projetos de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (PD&I), realizados por sua rede credenciada de centros de pesquisas (Unidades EMBRAPII) com a indústria brasileira.

Também foi anunciada a previsão de uma Chamada Pública para selecionar novos grupos de pesquisas em Universidades Federais para se tornarem Unidades EMBRAPII. Espera-se que 30% das instituições federais de ensino superior do país passem a integrar a rede até o final do ano.

A EMBRAPII é uma Organização Social que aproxima o setor do produtivo dos institutos de pesquisas com o objetivo de contribuir com o desenvolvimento da inovação e da competitividade da indústria brasileira. “Vamos aproveitar o conhecimento das Universidade Federais e Institutos Federais para elevar a produtividade do país”, destacou o secretário executivo do MEC, Antônio Paulo Vogel.

O secretário de Ensino Superior, Wagner Vilas Boas, lembrou que o número de Unidades EMBRAPII em Universidades Federais foi ampliado de seis para 17 Unidades credenciadas no primeiro semestre “Nossa meta é que, ainda em 2020, possamos ter 30% das Universidades como Unidades EMBRAPII. Com isso, vamos aproximar, cada vez mais, a universidade do setor produtivo e gerar mais pesquisa, patente, desenvolvimento e os nossos alunos estarão mais envolvidos com a indústria.”

O diretor de planejamento e gestão da organização social, José Luis Gordon, destacou que ter uma indústria forte beneficia toda a sociedade com geração de empregos, renda e impostos. Gordon frisou ainda que o modelo de atuação da EMBRAPII vai atrair investimentos privados às Universidades, à medida que prevê contrapartida financeira das empresas, e promover a formação de profissionais capazes de desenvolver soluções tecnológicas e atender a demanda de PD&I da indústria. “A partir do momento que você tem uma indústria mais inovativa, ela emprega mais e paga melhores salários. Nos projetos EMBRAPII em universidades e institutos, há envolvimento de alunos e professores, o que permite formar profissionais mais preparados para o mercado de trabalho.”

Capacitação profissional

O programa de formação de Recursos Humanos da EMBRAPII prevê a participação de estudantes de graduação e pós-graduação em projetos, no modelo hands-on, ou seja, que permitem o aprendizado a partir de experiências reais, atuando em projetos de pesquisa aplicada com a indústria. Além de adquirir habilidades e consolidar suas competências técnicas, o programa permite ao aluno o desenvolvimento de competências que ultrapassam a dimensão técnica, como persuasão, negociação, gerenciamento de projetos, comunicação e liderança.