Um executivo sênior da controladora do aplicativo TikTok, ByteDance, afirmou que a empresa planeja investir uma “enorme quantia” em sua área de tecnologia para educação recém-estabelecida, alertando que a unidade não deverá gerar lucro nos próximos três anos.

A ByteDance, sediada em Pequim, definiu tecnologia de educação como uma de suas principais prioridades junto com o TikTok, que está enfrentando objeções nos Estados Unidos, que promovem uma campanha que acusa a China de usar a empresa para espionagem.

Chen Lin, vice-presidente sênior da ByteDance, afirmou em comunicado interno que a companhia entrou no setor de educação em 2016 por meio de investimentos em vários projetos, segundo descrição da mensagem publicada pela empresa em redes sociais.

A ByteDance opera o aplicativo de ensino de inglês GoGoKid e o app de ensino online para jovens Qingbei.

Fonte: Agência Reuters