* Por Alice Salvo Sosnowski

Trabalhar em casa tem diversos benefícios como maior flexibilidade, mais conforto e qualidade de vida, mas se engana quem pensa que esta é uma tarefa fácil. Manter-se produtivo é um desafio diário.

A primeira coisa que você tem que saber é: não existe uma fórmula mágica para trabalhar home office, mas existem algumas dicas práticas que ajudam bastante:

Prepare o ambiente: Mesmo estando em casa, é preciso que o local de trabalho esteja preparado para isso. Mantenha seu espaço limpo, organizado e procure usar móveis confortáveis.

Prepare você: Muitos especialistas indicam que arrumar-se para ir trabalhar tem uma resposta psicológica, que te ajuda a ter mais foco.

Crie uma rotina: Defina a hora de iniciar e de parar o trabalho, incluindo pausas para pequenos descansos. Isso é fundamental para manter a produtividade.

Planeje-se: Fazer uma lista do que deve ser realizado (inclusive classificando pelo que é mais urgente) evitará que você se perca e acabe deixando de lado tarefas importantes.

Aproveite a tecnologia: Hoje em dia existem diversas ferramentas para que você possa trabalhar remotamente. Use e abuse de todas elas. Muitas são gratuitas.

Evite distrações: Escolha momentos específicos em que você poderá ser interrompido. Você pode combinar isso com a sua família, por exemplo. Diga a eles os momentos que vocês podem conversar, assim você não perderá o foco na atividade que está  desenvolvendo.

Agora, se você é gestor de uma equipe, o desafio é ainda mais complexo, porque além da autodisciplina você terá que fazer o gerenciamento de sua equipe e motivar as pessoas para que o trabalho aconteça. Segue umas dicas bônus para enfrentar essa situação:

Motive sua equipe: este é o momento de garantir que ninguém se sinta sozinho. Converse com todos os colaboradores em grupo, mas tente também manter um contato individual, tirando dúvidas e tentando sentir o ânimo de cada um.

Mantenha a visibilidade: garanta que todos estejam se vendo, interagindo, colaborando. Use as ferramentas de gerenciamento de projetos para que os colaboradores possam ter uma ideia do todo e não se sintam sozinhos fazendo algo que não faça sentido para a equipe

Crie momentos de descontração: pode se um happy hour virtual depois do expediente ou 10 minutos de conversa fiada antes de discutir um assunto sério. Neste momento estão todos apreensivos e ansiosos, então é bom ter uma válvula de escape.

Conheço uma empreendedora aqui de São Paulo (a Cássia Aulisio, da Tutto Branding e Comunicação) que criou um grupo com seus colaboradores separando tempos para falar trabalho, desabafar sobre o coronavírus e também para descontração. Ela me autorizou a divulgar esta ideia de email que enviou para seus colaboradores e que pode ser útil para muitas gestoras:

Agitando o nosso Home Office #VaiPassar

Conexão Home Officers – toda 2ª feira, das 10h às 11h30

Começamos a semana nos conectando, falando do que temos de entregas e trabalhos para os próximos dias e o que mais estiver “pegando” nos projetos da agência.

CoronaWorld – toda 4ª feira, das 10h às 10h30

No meio da semana, vamos bater um papo rápido sobre o cenário da covid-19 no Brasil no momento. O que é alarde, o que é fake, o que é sério, o que cada um está ouvindo… e o que a gente pode fazer juntos para se ajudar! Mais um acalento no coração, mesmo.

Curtas de Sexta – toda 6ª feira, das 15h às 16h

No finalzinho da semana, nosso call é descontraído e temático para falarmos de como foi a semana de cada um. Em breve darei as primeiras ideias de temática e vocês vão entender melhor! O Curtas também vale falarmos de ideias de marketing que merecem ser compartilhadas, situações vividas na semana, etc.

Legal né?! Fica a dica para quem quiser se inspirar e ajudar seus colaboradores. Estamos criando novas formas de trabalho e relacionamentos profissionais. Vamos aproveitar o momento para criar uma sociedade mais colaborativa!


Alice Salvo Sosnowski, é jornalista, pesquisadora, autora do livro Empreendedorismo para Leigos, professora de empreendedorismo, mentora de empreendedores e startups e consultora com mais de 12 anos de atuação. É fundadora de O Pulo do Gato Empreendedor.