Ir para o conteudo

3 alertas para não se descuidar com o seu time no começo do negócio

* Por Bruno Perin

“Como construir as bases de um time que vai impulsionar o seu negócio?” – É umas das perguntas que mais os empreendedores se fazem. Ainda bem, pois quem não entende que empresa é feita de pessoas, para tudo: não vai chegar a lugar nenhum.

O Google não é o Lary Page, são todas as pessoas incríveis que ajudaram lá.

O Facebook não é o Mark, são todas as pessoas incríveis que ajudaram lá.

A Zappos não é o Tony Hiesh, são todas as pessoas incríveis que ajudaram lá.

Deu pra entender? Ninguém construiu um grande negócio sozinho.

Toda grande empresa apenas se tornou grande, pois os empreendedores souberam montar ótimos times. Eu sei que você pode estar bem no começo e nem ter funcionários ainda. Ou ter muito pouca gente. Mas é no início que você começa a construir sua tropa de elite.

Pense numa grande conquista da sua vida: quem foi que lhe ajudou muito? Sempre têm pessoas em qualquer coisa que fazemos.

Aqui você vai descobrir:

– Um time é mais importante do que a ideia;

– É normal ter problemas no início;

– 3 cuidados essenciais com o seu time no começo do negócio:

1) Credibilidade;
2) Não passe tanto tempo fora;
3) Abertura e clareza.

São eles que definem até onde você vai.

“Um time é mais importante do que a ideia”

Essa é a famosa frase do lendário mestre dos investimentos em startups, Bill Drupper. Ele fala que ideias sempre mudam e, para saber ajudá-las, você precisa de um ótimo time. Portanto, é o time que faz o grande negócio.

Eu fiz uma enquete no meu Instagram (@brunomrperin) esses tempos e perguntei: o que você acha mais importante para empreender: a ideia ou o time? A resposta foi: “o que eu entendo, pois as pessoas não sabiam disso que revelei para você”.

Tropa de elite, depois de um time de bolinha de gude

Em alguns artigos, já comentei diversas experiências empreendedoras. E um dos erros que mais cometi foi com o time. Eu super entendo que ficamos tão felizes de alguém querer estar conosco, que as vezes só isso já basta.

Eu juro que sei como é a sensação. Por acaso, já me dei muito mal com ela. Mas a moral é que você precisa ser bem seletivo com seu time e ainda tomar alguns cuidados essenciais, que é a moral desse material.

Portanto, mesmo que você tenha pouco recurso, lembra que essa é a minha área – empreender sem dinheiro (têm artigos especiais disso), mesmo que você seja novo, mesmo que você não saiba muito bem lidar com pessoas. Alguns toques fazem toda diferença.

É normal ter problemas no início

Todos os dias no Instagram, ao trocar ideias sobre empreendedorismo, tem algum problema que envolve pessoas. E isso é normal, afinal, o que é um negócio se não um grupo de pessoas tentando atender uma demanda enfrentando a concorrência do mercado?

Cada um com seu jeito, ideias, crenças, ambições, dentro do mesmo jogo. Portanto, todos fazem parte do mesmo time e é natural ter problemas que os empreendedores encaram no começo do negócio em extrair mais da equipe.
Não fique assustado e pense que é só você.

Aqui, você vai conseguir aproveitar as 3 dicas simples e ágeis para você atingir um outro nível.

3 cuidados essenciais com o seu time no começo do negócio

É óbvio que poderiam ter uns 49 cuidados. Eu jamais discutiria com você isso. Mas resolvi separar 3 que são fundamentais na largada.

É melhor fazer esses 3 bem feitos do que tentar tudo. Ninguém consegue e acaba que não faz nada.

Credibilidade

Ainda mais para quem é chefe de primeira viagem – fica surpreso que as pessoas nem sempre seguem aquilo que você solicita. Isso é muito, mas muito mesmo, menos provável de acontecer, se você não é o exemplo.

Seja o melhor exemplo daquilo que você fala – se você quer que as pessoas usem determinado software para organizar os trabalhos internos como um trello da vida. E você não é o que mais preenche e usa. Esquece que vai acontecer.

Você vai exigir no começo que as pessoas cheguem determinada hora ou não marquem corte de cabelo e afins durante o expediente, mas você não faz isso. Não vai dar certo para a equipe seguir.

Credibilidade nesse caso tem a ver com você ser o exemplo daquilo que pede.

Não passe tanto tempo fora

Eu super entendo que no início você quer trazer mais projetos para a empresa, os clientes querem falar com você e situações assim que lhe exigem sair bastante. Isso é bem comum, vários tipos de negócio tem essa exigência. Mas tome cuidado.

Nenhum negócio cresce sem a atenção do seu dono. Quando está no início, as pessoas precisam da sua referência.
Elas querem feedbacks rápidos, troca de ideias e afins, até porque tem muita decisão nova para tomar, faz parte do jogo.

Tenha um tempo mínimo para estar na empresa ou dias que você não sai dela. Isso vai ajudar muito.

Abertura e clareza

Essa é uma das coisas mais destrutivas para negócios no início, quando as pessoas sentem receio de falar as coisas chatas, erros e problemas para o líder, ainda mais se você tem o perfil de ser mais estourado ou reclamão. Isso piora.

Algumas dicas são:
– tomar café na mesma hora de algumas pessoas;
– pedir sugestões;
– ouvir de verdade;
– agradecer críticas construtivas;
– salientar que sempre espera apoio delas;
– que as portas estão abertas;
– auxiliar as pessoas a sentirem confortáveis para conversar com você.

É seu time que ajuda a construir o negócio. Se eles não se sentirem bem para comentar o que precisa melhorar, para onde sua empresa vai?

Eu brinco muito com alguns líderes e falo: se você fala algo e maioria não entendeu, o problema não é deles, é da sua fala. Revise você.

Uma dica de ouro para melhorar nisso é usar OKR. Leia mais aqui.

São eles que definem até onde você vai. É mais provável que você conseguir empreender com sucesso sozinho ou com uma bela equipe?

Se você pensa que “paga quem pode e obedece quem tem juízo”, você não está pronto para esse momento do mercado, mesmo que as pessoas precisem do salário. No entanto, cada vez menos se submetem a situações desagradáveis só porque alguém está pagando.

Quer uma dica? Nem olhe por esse lado. Pense que quem está ali é quem vai levar o negócio para onde você sonha.

Então, nada melhor do que pensar sempre em como ser justo, em como fazer com que essas pessoas continuem na vibe da empresa, em como elas vão querer ralar para alcançar os objetivos.

Essas dicas são essenciais para, no início, fortalecer sua relação com elas e dar solidez para o crescimento. Qualquer dúvida, lembra que só falar me chamar no Instagram. Times incríveis fazem o extraordinário.

Por fim, um grande time precisa da sua melhor versão, mesmo que você seja novo, sem experiência ou tenha medo. Foram toques simples para você colocar em ação.

Vamos ser sinceros: tem como né?! Ter credibilidade no que pede, ser o exemplo e ficar mais próximo para ajudar, além de melhorar a clareza do que você pede e ter certeza que as pessoas entenderam.

Só com isso, você já tem uma melhora drástica no seu time. E funciona, pois bate nas teclas principais do engajamento do time: confiança, proximidade e assertividade.

Conhece alguém que começou a montar um time? Mande esse material para ele, sempre ajuda muito.

Você pode ser a diferença.


Bruno Perin, um cara Free LifeStyle, empreendedor, consultor, palestrante e escritor. Autor do livro – A Revolução das Startups. Pioneiro na combinação dos conhecimentos em Startup, Empreendedorismo, Marketing e Comportamento Jovem alinhado a Neurociência. Busca das formas mais diferentes, malucas e inusitadas possíveis desenvolver pessoas e negócios que façam a diferença no mundo, de jeito divertido, valorizando a vida e o agora.

ESPAÇO DO EMPREENDEDOR
Espaço Exclusivo para Empreendedores transmitirem conhecimento, desafios e experiências sobre aceleração, captação de investimentos, planejamento de marketing, escalabilidade, feiras e missões comerciais, internacionalização; know how sobre modelagem de negócios, mentoria, MVP, pivotagem, relação com investidores, com sócios, com clientes…e muito mais!

Matérias Relacionadas