Marte ficou muito pequeno para Elon Musk, da Tesla. O bilionário sul-africano fala há anos sobre a sua vontade de colonizar o planeta, e recentemente fez a previsão de que o feito pode levar “apenas 20 anos” para que isso aconteça. Agora, Musk acaba de prever que, em até 10 anos, os seres humanos não vão mais usar palavras para se comunicarem.

Musk fez a estimativa em um episódio do podcast americano “The Joe Rogan Experience”. Segundo ele, as pessoas “serão capazes de ler as mentes umas das outras”.

“Nossos cérebros fazem muito esforço para transformar conceitos complexos em palavras e, nesse processo, ocorre muita perda de informação. Então, você usa as palavras e essas palavras são interpretadas, e depois elas são descomprimidas pela pessoa que as escuta”, disse ele. Por isso, para ele, a comunicação não verbal é uma oportunidade para que as pessoas se comuniquem melhor.

O presidente da Tesla é também o criador do Neuralink, projeto que visa implantar Inteligência Artificial (IA) em cérebros humanos para o tratamento de traumas. Durante a entrevista, Musk acredita que a implantação do chip pode acontecer “em até um ano”.

“Nós já somos ciborgues em alguns níveis, certo? Você tem seu celular, seu laptop, seus aparelhos eletrônicos. Hoje em dia, se você não anda com o seu telefone, é como se você tivesse a síndrome do membro fantasma, como se algo estivesse realmente fazendo falta”, afirmou Musk.

Veja, no vídeo abaixo, o que faz a Neuralink.

* Por Tamires Vitorio, para Exame.com.