* Por Caio Nogueira

Ter um site se tornou algo essencial nos dias atuais, afinal de contas, os usuários da internet estão a todo o momento realizando buscas e procurando por opções para atender suas necessidades e desejos, mas será que está na hora de fazer o redesign do seu site?

Ele é eficaz para o seu objetivo? E será que ele consegue oferecer uma boa experiência de navegação? E as vendas, estão convertendo?

Se você não tem as respostas para essas perguntas, ou ficou com dúvidas, então talvez esteja na hora de reavaliar o seu site. Se essa ferramenta estratégica não está obtendo os resultados que você espera, então pode ser que o problema esteja em bugs, design pouco atraente, entre outras questões.

Com um maior número de acessos durante todo o dia na internet, o Google passou a exigir cada vez mais um alto padrão de qualidade e isso não vai parar, pelo contrário, a tendência é que esse padrão se torne cada vez maior para que os usuários tenha a melhor experiência possível.

Pensando nisso, separamos algumas dicas sobre redesign para você saber quando deve reformular seu site!

Sinais que indicam que seu site precisa de redesign

Observe o layout acima. Este é o layout de 2018 da Spring Telecom, uma empresa de gestão de telecom e segurança MDM.

Como podem ver, não há nada de “errado” com esse layout ou com a UX em si. No entanto, há pequenos detalhes que, quando levados em consideração, podem melhorar significativamente a experiência do usuário. O primeiro ponto é que este antigo layout utilizava um slider – como um carrossel de banners – para expor seu conteúdo.

No entanto, o slider é uma feature que tem como característica mostrar apenas um único slide por vez, porém sempre com passagem animadas, botões, títulos e descrições.

Decorrente disto, podemos perceber dois potenciais problemas advindos do slider:

– Muitas vezes o usuário nem mesmo chega no terceiro slide e acaba clicando em sliders anteriores, perdendo um conteúdo que poderia ser relevante para ele;

– Quanto mais opções são dadas aos usuários menor é o poder de escolha deles – essa é a máxima da Lei de Hick que se aplica perfeitamente neste caso. Pelo excesso de informações do slider e das opções de clique em títulos, textos e botões, o usuário pode acabar se confundindo e clicando em página erradas – o que nos faz voltar ao ponto 1;

Como o UX é sobre tornar as escolhas claras, qualquer coisa que crie confusão deve ser evitada.

Além desses dois argumentos apontados acima, há alguns outros motivos por o uso de slider ser contestado na comunidade de UX:

  • Os visitantes costumam visualizar os sliders da mesma maneira que visualizam os anúncios e os ignoram;
  • Os sliders diminuem a velocidade das páginas, afetando o SEO e as taxas de conversão;
  • Alguns sliders não se adaptam bem para dispositivos móveis;
  • Os sliders podem dar a impressão de que a empresa não tinha certeza do que destacar.

Alguns dizem que uma apresentação de slides em movimento pode ter o mesmo impacto negativo que a reprodução automática de vídeo. Em vez de sliders, os críticos recomendam o uso de imagens e cópias estáticas. Pensando em tudo isso, o layout exemplificado neste artigo foi reformulado e em 2020 foi lançado um novo site.

Perceba que neste novo layout, os três serviços mais importantes aparecem todos juntos, de forma estática. Assim, o usuário terá tempo para a tomada de decisão e já entenderá quais são os serviços principais que a empresa oferece.

Além disso, com essas imagens estáticas o site ficou muito mais rápido, o que aumentou o tempo de permanência dos usuários na página.

Mas, afinal, o que é redesign?

Redesign nada mais é do que você repaginar o seu site, ou seja, verificar o que está dando problema e consertar. O design do seu site pode estar muito antigo e além de não ser mais atraente para os visitantes, ainda está fora do padrão do Google por estar desatualizado.

Para te ajudar a identificar se está na hora de fazer o redesign, confira abaixo alguns sinais que indicam que o seu site precisa ser atualizado:

Seu site não aparece no Google

O primeiro e mais principal sinal é seu site não estar disponível em uma boa posição nos resultados de motores de busca. O Google, é um desses motores e ele faz um “filtro” das opções de sites que ele quer que apareça nas primeiras posições de resultado de uma pesquisa. Mas com tantas opções de sites indexados no Google, ele definiu padrões e regras para que os sites sigam e assim ganhem destaque.

Se o seu site não estiver de acordo com esse padrão, logo ele não terá um bom posicionamento e dificilmente usuários passam para a segunda página de resultados de pesquisa. O seu site precisa ser otimizado (SEO), ou seja, ter um conteúdo de qualidade, um bom carregamento de páginas, utilizar palavra-chave de forma correta, ter uma boa navegação, ter imagens nomeadas, e muito mais!

Quando você fizer o redesign, tudo isso deve ser avaliado, consertado e melhorado.

Seu site precisa ser adaptado para dispositivos móveis (responsivo)

Falando em experiência do usuário, o acesso à internet através de celulares vem se tornando cada vez maior e a tendência para os próximos anos é que isso aumente ainda mais. As pessoas estão a todo instante fazendo pesquisas pelo celular, lendo artigos ou comprando produtos/serviços.

Se o seu site não possui um design responsivo ou mobile, logo ele não se adequa a uma tela de celular, o que proporciona uma péssima experiência para o usuário. O que acontece é que esse usuário que tentou acessar seu site pelo celular, ao ver que ele não funciona da forma que gostaria, irá desistir de acessá-lo e buscará por outras opções de sites responsivos que atenda a sua necessidade, fazendo com que considere o seu site de má qualidade.

Isso pode ser resolvido no momento de se fazer o redesign, fazendo com que o site se torne responsivo e funcione em diferentes tamanhos de tela, não somente de computador ou celular, pois muitas pessoas também acessar a internet através de tablets.

Seu site não oferece uma boa experiência para o usuário

Já falamos acima que ter um site responsivo afeta diretamente a usabilidade para o usuário, porém existem diversos outros fatores que devem ser pensados para oferecer uma melhor experiência do usuário (UX).

As páginas do seu site precisam ter um carregamento rápido, de no máximo 3 segundos. Isso quer dizer que o usuário não deve esperar muito tempo para ter acesso a informação que ele deseja, caso contrário ele desistirá e sairá do seu site. Para evitar esse problema, é importante otimizar imagens e também avaliar os códigos e scripts usados no site.

Outro ponto fator importante é melhorar o design do site em si. As informações inseridas nele devem ser facilmente encontradas e a sua navegação deve ser simples e intuitiva. Quanto mais agradável ele for para os usuários, mas tempo eles irão permanecer em seu site.

Também não se esqueça de fazer testes A/B. Esta prática consiste em se realizar duas ou mais versões de uma página para entender qual tem desempenho melhor entre os usuários. Assim você poderá avaliar o que está dando certo e o que precisa melhorar.

Seu site não gera resultados

Se você não consegue obter resultados com o seu site, então algo está muito errado. Para boa parte dos casos, um site serve para atrair e converter leads, ou seja, atrair novos consumidores.

Se ele não está gerando as vendas que você deseja, logo ele provavelmente está precisando de redesign. Tudo o que citamos acima pode estar presente em seu site, mas também existem diversos outros fatores que podem estar o prejudicando.

Será que você está usando a comunicação correta para o seu público-alvo? As informações importantes estão inseridas e destacadas no site? Se ele não aparece nos resultados do Google, como os seus potenciais clientes irão encontrá-lo? O número do seu telefone está linkado para o usuário conseguir clicar em cima dele quando estiver no celular?

É por esses e outros motivos que o redesign é tão importante para um site que precisa gerar vendas.

Meu site precisa de redesign, e agora?

Agora que você já sabe o porquê reformar um site, veja se você se identificou com alguns dos pontos citados neste artigo. Caso a resposta seja positiva, então é a hora de procurar pela ajuda de um profissional especializado em reformulação de sites.

Lembre-se: um site bem projetado é uma das ferramentas de marketing mais eficazes que você tem à sua disposição. Aproveite ao máximo e mantenha ele atualizado e em movimento.

E você, acha que há outros sinais que mostram que a hora do redesign chegou?


caio nogueiraCaio Nogueira é cofundador da UpSites, uma agência de criação de sites, apaixonado por novas tecnologias e pelo desafio de criar soluções na internet que conectem pessoas e objetivos.