Uma coisa é fato: a forma com que as pessoas se relacionam com a moradia está mudando cada vez mais. Prova disso é o sucesso de plataformas como Airbnb e a construtora Vitacon, que atua como startup no desenvolvimento de soluções de moradia inteligente.

“A busca pela compra do imóvel é cada vez mais tardia e o número de vezes que as pessoas mudam de residência tem aumentado cada vez. Diante disso, muitas empresas já criaram soluções para essa demanda. O que eu percebi é que ainda não existia no mercado uma empresa olhando para o recheio desta operação. Se estou alugando um imóvel por 2 anos, por que estou comprando meus móveis “para sempre?'”, destaca a empreendedora Pamela Paz.

Pamela é formada em Economia pelo Insper, com especialização em Gerenciamento Financeiro e Estratégia Gerencial, e há 10 anos atua no mercado de locação ​de mobiliário como Diretora da John Richard, e por conta disso, vem acompanhando as mudanças do mercado.

Com esse pensamento, em 2019 ela criou a Tuim, uma startup que oferece móveis por assinatura. Pela plataforma é possível escolher o móvel que quiser para sala de estar, quartos de solteiro ou casal, sala de jantar, home office e etc. Ao final de uma assinatura de 12 meses, o cliente tem a opção de devolver, trocar ou comprar o mobiliário.

“Nossos momentos mudam constantemente, e, até mesmo, nossos gostos. A Tuim nasceu para trazer a liberdade de mudar, flexibilidade, e reforçar esse prazer de se movimentar pela vida. O móvel por assinatura possibilita tudo isso, e o melhor, valorizando ainda mais os recursos que a natureza nos dá”, comenta.

Todos os móveis são próprios da Tuim. Arquitetos são responsáveis pela curadoria e somente parceiros com certificações e comprometimento com o meio ambiente são selecionados para compor o catálogo da plataforma. A Tuim também está avançando em parcerias com móveis de designers renomados para aumentar a exclusividade do seu portfólio.

O público da startup segundo Pamela, são os “seres cambiantes”, ou seja, pessoas que se mudam por razões de trabalho ou estudo, em busca de qualidade de vida. São pessoas antenadas em tendências de compartilhamento e mobilidade, que tem consciência em relação ao meio ambiente e, claro, apreciam design e qualidade. Grande parte do público também são proprietários investidores: donos de apartamentos que valorizam a locação oferecendo os mesmos mobiliados com os móveis Tuim, uma forma de rentabilizar o imóvel mais rapidamente e sem ter que se preocupar com a depreciação dos itens.

“Nós queremos que os clientes usem os móveis como seus. Entendemos que mesmo de alta qualidade e resistência, todas as peças sofrerão desgastes, e tudo bem. Em caso de danos por causa natural ou até mesmo a necessidades de regulagens, o cliente não terá nenhum custo extra. Tudo o que é natural e devido ao tempo de uso, é coberto pela Tuim. Para uma limpeza emergencial ou em caso de danos por mau uso, oferecemos o serviço de manutenção e/ou reparo por um valor adicional”.

Hoje a startup atua em São Paulo, mas já está no seu radar a expansão para outras cidades como Curitiba, Belo Horizonte e Rio de Janeiro.