* Por João Kepler

Ao completar 51 anos de idade é inevitável que várias reflexões e autoavaliações aconteçam, afinal, nada mais poderoso do que o autoconhecimento e a autoaceitação não apenas para evoluirmos, mas principalmente para entendermos realmente quem somos, nossas limitações, comportamento e pontos fracos e fortes.

Ao olhar para trás, percebo o quanto aprendi nesta minha jornada como homem, filho, esposo, pai, amigo, empreendedor, anjo e mentor. Com o passar dos anos vamos adquirindo experiências, conhecimento, anticorpos e naturalmente nossas escolhas vão nos direcionando pelo caminho que optamos por seguir.

Em cada fase, somos moldados por novas descobertas, pelos nossos sucessos e fracassos, em todas as áreas. Já pensei saber tudo, já tive certeza que o mundo era pequeno para que eu já conhecia, já me decepcionei e quebrei a cara, já recomecei inúmeras vezes, e acima de tudo, nunca perdi a paixão e desisti do que eu acreditava.

Hoje, entrando para o time dos “cinquenta e uns” tenho a sensação que falta muito ainda para aprender e reaprender. Dizem que esse sentimento vai equilibrar aos 60 anos e acima dessa idade, voltamos a pensar como jovem novamente, será? O fato é que até aqui eu construí várias pontes, me comuniquei com milhares de pessoas e pude, de alguma forma, repassar um pouco do que aprendi na prática. E foi pensando nisso, neste aprendizado e na minha vontade de compartilhar, que listei 51 lições do “Ahh se eu soubesse!”, que busco viver no meu dia a dia. Vamos a elas sem nenhum filtro, “pudor”, sequência lógica ou ordem cronológica:

– Se quiser vencer, é preciso se arriscar, mas não precisa se jogar de um penhasco pra empreender. Se for fazer isso, pelo menos coloque um paraquedas. Não precisar largar tudo para empreender, se for mesmo, vá migrando. A verdade é que a sua vida vai mudando na proporção da sua coragem e atitudes. Ou seja, empreender é como uma montanha-russa bem radical, se embarcou, enjoy the ride! É no final das contas, uma missão sem fim, sem saber exatamente qual é a missão. Se não entendeu, não é pra você entender mesmo! Nem toda missão vem com manual de instruções;

– Nada substitui o trabalho duro, mas descansar nos intervalos é o que vai te renovar e te dar forças para enfrentar e continuar;

– Sucesso é uma medida relativa, cada um tem a sua. Nunca se espelhe somente pela medida do sucesso de alguém. Na mesma linha, ser feliz não é difícil, a armadilha é querer ser mais feliz do que os outros.

– Seja um eterno aprendiz, engana-se aquele que pensa que já sabe tudo. Burro não é aquele que não sabe, burro é aquele que pensa que sabe ou não quer aprender. A vida sem aprendizado contínuo e sem conhecimento é muito perigosa, porque te obriga a acreditar no que os outros te falam no Whatsapp. Ou seja, pense mais, escreva mais e estude mais;

– Leia muito, mas seja cuidadoso e questione a fonte. Ouça podcasts de negócios, veja muitos vídeos, também de assuntos que não são da sua área, vá a palestras e crie conhecimento complementar além do seu estudo. Mas atenção: você não ganha pelo que sabe, mas pelo o que faz com o que sabe;

– Aquele que não aprende através dos livros, certamente vai aprender com as porradas da vida. Mas de qualquer forma, só mesmo a prática é capaz de te mostrar como tudo funciona de verdade.

– Aprenda a se comunicar urgente, quem fala bem, vende muito mais;

– Você não vai agradar a todos e tudo bem por isso, mas, precisa ser simpático mesmo assim e tentar ter empatia;

– A modéstia é a vaidade escondida atrás da porta. Não acho errado ter vaidade, vaidade na dosagem certa, nos eleva. Então cuidado com a autoconfiança, ela é uma linha muito tênue com a arrogância;

– Você se conhece? Quais são seus defeitos? O autoconhecimento é um processo que identifica padrões de pensamento e hábitos pessoais. Aprenda a fazer reflexões e a meditar;

– Não perca tempo tentando argumentar que os outros estão equivocados sobre algo ou sobre você. A única coisa que pode fazer as pessoas mudarem de opinião, são os resultados. Aliás, você nunca será unanimidade, seja para o lado bom ou ruim, mas se precisar argumentar, faça isso apenas com os interessados, pois os amigos não precisa e aos inimigos, não adianta;

– Ensine aos seus filhos coisas que nunca te ensinaram ao invés de dar coisas que nunca te deram. Ahh, não se esqueça de criar filhos para o mundo ao invés de querer mudar o mundo para eles. Se você super protege e completa seu filho com tudo, ele poderá nunca buscar resolver seus próprios problemas. Aliás, proteger um filho adulto é o mesmo que deixá-lo dependente e despreparado para sempre. Pais inteligentes que pensam diferente, formam líderes e não herdeiros. Se for um filho, respeite Pai e Mãe sempre, eles são sagrados, feliz do filho que terá a honra de se tornar Pai do seu Pai no futuro;

– A melhor maneira de receber é se doando. Fazer o bem sem ver a quem, é uma lógica que funciona sempre. Quanto mais você agrega na vida das outras pessoas, mais coisas boas vão agregando na sua vida;

– Cada vez que colocamos a culpa nos outros, buscamos a nossa zona de conforto. Devemos tomar a responsabilidade, aprender com os erros (nossos e dos outros) e crescer. Você não precisa cometer os seus erros, se observar, verificar e estudar os erros alheios. Mas quando uma história ruim se repete, é porque não aprendeu a devida lição. A vida é como um jogo de xadrez, às vezes temos que olhar por outras perspectivas, para mover com outras opções e em outras direções;

– Queira ser mais inteligente do que esperto. Apesar dos espertos terem boas sacadas e saírem de situações complicadas, os inteligentes nunca entrariam nelas;

– Agradeça a todos os não’s que receber na vida, acredite, eles são bem mais educadores que os sim’s. Por outro lado, se tiver que dar sim ou não a alguém, procure sempre dizer de forma direta, “eu acho”, “talvez”, “vamos ver” não é resposta conclusiva. Quem apenas “acha” passa insegurança, pois nunca tem certeza de nada;

– Busque por pessoas ou mentores que te façam mais perguntas e não somente que te aponte caminhos ou te diga uma resposta. Busque alguém que possa ampliar suas perspectivas, orientar sem impor e te corrigir sem ofender. Valorize as críticas, elas vão te provocar e te despertará para encontrar soluções e melhores caminhos. Se não sabe voar, cola em quem sabe;

– Nunca confunda persistência com insistência. Saiba a hora de desistir de um projeto. Mas entenda que sem atitude você nunca começa, sem compromisso e persistência você não mantém e sem consistência você nunca termina. Seja consistente e termine o que você começou;

– Se você conquistar a atenção das pessoas, você pode conseguir honestamente o que quiser. Como? Se interessando genuinamente pelos os que os outros estão dizendo, não somente pelo o que você quer dizer;

– A solidão do líder muitas vezes é provocada por ele mesmo. Se não criar um ambiente colaborativo, compartilhar e interagir, não vai ter apoio das pessoas de forma espontânea. Valorize e colabore com seu time;

– Nos negócios não existe certezas, existe planejamento, ação, reação, controle e resultados. Se você não entender profundamente os detalhes do seu negócio, você pode falhar. Por isso, tome decisões com base em resultados e métricas e nunca confunda faturamento com lucro;

– Antes de entender de negócios, é preciso entender de Gente. É preciso gostar genuinamente das pessoas. Dê valor as pessoas, dê valor aos outros. Somos apenas parte de um meio e não o centro das atenções;

– Se mexe sim em time que está ganhando, a evolução precisa ser contínua. Enquanto na vida a mudança é inevitável, nos negócios a mudança é vital. Nunca deixe que o medo de perder, seja maior que a sua vontade de ganhar;

– Seja um resolvedor de problemas, as pessoas fogem de problemas e esquecem que são neles que podemos encontrar e enxergar novas possibilidades, soluções e oportunidades. O exercício é olhar para onde todos estão olhando, mas tente enxergar o que ninguém está vendo, até porque, aquele que segue a manada, geralmente se perde no meio dela. O único perigo do problema é deixar os obstáculos virarem uma desculpa para não continuar;

– Vendas curam tudo sim, mas apenas quando você tem a capacidade de entregar, estrutura para atender e conseguir vender com margem;

– Prefira se relacionar, trabalhar ou contratar pessoas mais confiáveis do que pessoas somente com alta performance. As que não são confiáveis geralmente deixam o ambiente tóxico, pois não são humildes e empáticas e não sabem conviver em grupo. Se a pessoa é confiável, ensinável e do bem, o resultado vem;

– Todos nós temos um pouco de vilão, vítima e herói a cada momento e situações. Não se assuste com essa descoberta. Quando estamos feridos, acuados ou chateados, somos a vítima. Quando temos a responsabilidade e a solução dos problemas, somos o herói. Quando queremos ter controle e um tom um pouco agressivo ou provocativo, somos o vilão. A ideia é estar consciente desses três papéis em cada momento, para que as suas decisões sejam equilibradas;

– O que penso sobre quebrar? Recomeçar é uma nova oportunidade que Deus e a vida nos concede para consertar e reconstruir o futuro. As pessoas sempre me perguntam, como eu me mantinha sempre positivo mesmo enfrentando dificuldades e eu respondo perguntando: “Como você permanece tão negativo mesmo não tendo dificuldades?” Pensamentos negativos, nunca lhe trarão resultados positivos. Então para recomeçar é preciso transformar todos os obstáculos em ativos, cada um deles. É preciso também mudar o “coitadismo” no storyteller do “era uma vez” para o protagonismo do “desta vez”. O que fica pra sempre é o seu legado. Você será lembrado por isso!;

– Aprenda a perdoar: rancor e raiva só prejudicam quem sente. Uma outra opção também é o silêncio ou sumir por algum tempo; às vezes a melhor resposta é sair do caminho, respirar fundo e deixar o tempo passar. Uma saudável indiferença, faz toda diferença para o seu dia a dia. Aliás, se espera por uma resposta qualquer, não ter essa resposta já é também uma resposta. Muitas vezes não sabemos porque gostamos de alguém, mas acontecem coisas no caminho que para sabermos exatamente porque deixamos de gostar. Perdoar sim, continuar gostando, é tolice;

– Aquele que está muito satisfeito e acomodado tem dificuldades para criar e inovar. Ser feliz não é se acomodar! Insatisfação e incômodo no bom sentido, transformam vidas;

– Saber comentar e compartilhar mostra reciprocidade e é uma habilidade indispensável para ser bem-sucedido no mundo digital. Se não for correspondido, não cobre. Aliás, evite sempre pedir favores, mas se for pedir: 1) Uma vez e não for atendido, esqueça por um tempo; 2) Duas vezes pode ser uma lembrança, mas já mostra insistência; 3) A terceira vez, já é humilhação. Mas acredite, só é lembrado quem aparece para as oportunidades;

– Quem fala que sabe de tudo, geralmente não sabe de nada e quem mostra ou ostenta que tem, não deve ter tanto assim. Basta perceber que as pessoas inteligentes estão cheias de dúvidas, ávidas por mais conhecimento e novas conquistas. Já as outras, estão cheias de certezas, acham que já sabem e já tem de tudo dominado. Se você acredita mesmo que sabe tudo e tem tudo, exatamente por isso vai ser muito difícil se abrir, conseguir aprender e conquistar coisas novas. Na vida real, o homem só tem valor pelo que sabe e não pelo o que ele diz saber, na riqueza pelo que tem no caixa e não pelo que diz ter;

– Nada é mais poderoso na vida do que a coerência, falar é fácil, inclusive mudar de opinião por conveniência. Quer exemplos de incoerência? Querer sucesso sem se esforçar; tentar emagrecer, comendo; falar coisas para as pessoas não fazer e faze-las; reclamar, errando; manter parceiros, pisando; pedir sinceridade, mentindo; exigir lealdade, traindo. Eu prefiro ser coerente com o que falo, escrevo e faço, independente da necessidade, momento ou situação;

– Não é a empresa que cresce mais rápido que vence, e sim a que cresce melhor e de forma consistente, com gestão e perenidade. Vencer não é o quanto rápido você vai e, sim o mais longe que consegue chegar e se manter;

– A diferença entre as pessoas é: a capacidade de absorver a informação, de transformar a informação em conhecimento e na atitude de colocar em prática tudo aquilo que foi aprendido;

– O feito é melhor que o perfeito sim, se tiver prudência. Mas apesar de priorizar a execução no começo, as melhorias precisam ser buscadas para tentar a perfeição assim que possível. Não se contente ou se acostume com nada pela metade;

– Às vezes é melhor ser feliz do que ter razão. Quando alguém fala e eu fico calado, não quer dizer que estou concordando, mas é porque eu prefiro naquele momento ficar feliz;

– Não falhar no que é essencial, já é um excelente começo. Faça a coisa certa, geralmente a coisa mais simples a fazer, pode ser a mais difícil. Não queira ser inquebrável ou infalível, procure ser antifrágil para sair mais fortalecido de qualquer situação, inclusive do caos;

– Tenha fé, não são as suas condições de hoje que vão determinar o seu destino e futuro, são as suas escolhas e decisões. Se você nasceu sem condições, a culpa não é sua, mas ficar na mesma, é sua decisão e responsabilidade. SE vencer na vida, nunca perca a sua essência e seja grato a quem te ajudou. Aliás, gratidão é o que vai fazer você brilhar e ter sucesso por muito mais tempo;

– A certeza, sem a dúvida, te faz um ignorante; a simplicidade sem autoconhecimento, te deprecia; a riqueza sem caridade, te faz avarento; a empatia sem compaixão, te faz dissimulado; a influência sem “simancol”, te deixa metido; o trabalho sem tempo, te faz escravo; a autoridade sem respeito, te faz tirano;

– Existem dias ruins para todos, nunca tome decisões no calor da emoção, respire, pense e espere alguns minutos. No momento de raiva, antes de falar, enviar um e-mail ou uma mensagem, pare por alguns segundos e pense novamente. Um pouco de paciência pode te poupar arrependimentos. As palavras têm poder e são como uma flecha, uma vez lançada não dá mais pra segurar, só torcer para não acertar;

– Depois das despesas básicas, tente investir antes de gastar. Na minha jornada, gastei muito sem pensar. Mas nos últimos 10 anos, descobri que não se trata somente de quanto dinheiro você ganha, mas de quanto você perde, gasta e investe o seu dinheiro;

– Não conte seus segredos para ninguém e nunca confie ingenuamente nos outros. Para de contar suas próximas jogadas, poucas pessoas torcem genuinamente por você. Da mesma forma, fuja e fique longe de fofoca e de gente fofoqueira, até porque no final das contas, pode “sobrar” pra você. Mas se você for a pessoa do outro lado que ouve os segredos, as notícias dos outros e que gosta de “falação”, te aconselho a pelo menos ajustar seu achômetro, consertar seu opinômetro e reduzir drasticamente seu nível de venenômetro;

– Descubra o seu público, a persona que você ou o seu negócio quer falar, se relacionar, interagir ou vender. Não perca tempo com gente que não tem fit ou quer ouvir o que você fala;

– Reclamar não é uma opção. Aponte sempre sugestões e soluções, critique menos e faça mais. O tempo que você perde reclamando é o mesmo tempo que poderia está consertando ou tentando. Se você faria melhor no lugar do outro, por que não aproveita para fazer estando no seu. Por isso, promova sempre o que te encanta, ao invés de atacar e criticar o que não te agrada. Aliás, quer um conselho? Não perca tempo dando conselhos a quem não quer receber conselhos;

– É validando que se aprende, mas não é só um teste que vai provar que vai funcionar, são várias provas juntas. Mude a perspectiva do “eu sei que estou certo!” para “como eu sei que estou certo?”, isso vai despertar os porquês e a humildade necessária para balancear com sua audácia e arrojo. Assim buscar o equilíbrio para observar outros ângulos não contemplados;

– Descubra seu MOAT. Crie o seu diferencial pessoal e também nos seus negócios. Alguma coisa que você é especialista, que te diferencie ou que sabe fazer melhor que os outros;

– Treine e treine, mesmo que já seja um expert no assunto. Faça sempre mais do que é demandado e procure trabalhar no que gosta. Quem faz mais do que é pago para fazer, logo receberá mais para fazer o que já faz;

– Ande sempre com pessoas melhores que você. Opte por se juntar com pessoas que possam agregar coisas em sua vida. Faça amigos leais e generosos (e seja um), mas mantenha as suas velhas amizades mesmo que a distância e principalmente, desconfie de “amigos” que só lembram de você quando precisam, mas esquecem de você quando aparecem as oportunidades para eles;

– A carreira, as habilidades, as competências e os negócios, devem ser pensadas como um aplicativo. Ele está atualizado?; tem novas funcionalidades?; corrigiu os bugs?; qual a especialidade e o problema que resolve?; qual os seus diferenciais?; qual o review das pessoas sobre você?.

– Os estudos, a informação e o conhecimento geram pensamentos que se transformam em palavras, as palavras boas ou ruins acabam gerando atitudes. Essas ações têm consequências e com a repetição, viram um hábito. No final das contas, serão esses pensamentos iniciais e a sequência lógica que traçam seu destino. Se no final você pretende mudar o seu destino, não adianta querer pular as etapas, é preciso mudar em cada uma das etapas anteriores, começando pelos seus Estudos = pensamentos -> palavras -> Atitudes + ações -> consequências com repetição -> hábito = destino.

Esses são os aprendizados de uma vida e que podem ser aplicados em diferentes momentos.

Se esta lista fez sentido para você ou te despertou para alguns pontos antes não observados, me sinto realizado, afinal, compartilhar e somar sempre serão meus objetivos, independentemente da idade que eu esteja. Minha missão sem fim é: Aprender, servir, ganhar e compartilhar.

Que venham muito mais anos e novos aprendizados. Agradeço você por me acompanhar!


joãokeplerJoão Kepler é reconhecido como um dos conferencistas mais sintonizados com Inovação e Convergência Digital do Brasil. É especialista em empreendedorismo, startups, marketing e vendas, é investidor-anjo desde 2008, participa em mais de 100 Startups, Lead Partner da Bossa Nova Investimentos, Escritor e autor e coautor dos Livros O vendedor na Era Digital, Vendas & Atendimento, Gigantes das Vendas e Educando Filhos para Empreender; Premiado como um dos maiores Incentivadores do Ecossistema Empreendedor Brasileiro.