A 92.ª cerimônia de entrega dos Academy Awards, ou Oscar 2020, será produzida pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas para premiar os melhores atores, técnicos e filmes de 2019. A cerimônia acontece em Los Angeles – EUA, e apresenta além de filmes incríveis, lugares inspiradores e roteiros que podem inspirar os empreendedores.

Para aguardar os vencedores deste ano, confira a lista com 5 lições de empreendedorismo inspiradas nos filmes indicados ao Oscar de 2020. Confira:

Era Uma Vez Em… Hollywood

Lição: Seja Resiliente!

O filme de Quentin Tarantino com 10 indicações conta a história de um ator que foi protagonista de uma série de faroeste de sucesso na TV e que, depois de fracassar ao tentar uma carreira no cinema, precisa se contentar em aparecer em pontas em outras atrações televisivas, sempre como vilão, enquanto tenta cavar outros papéis. Assim como na história, empreender também tem seus altos e baixos e por isso uma das dicas principais é não desistir. É preciso estabelecer metas pequenas que lhe levem a um objetivo maior, com planejamento e foco para dar um passo de cada vez na jornada empreendedora – minimizando também possíveis erros ou frustrações.

Coringa

Lição: Assuma o papel de líder, inspire!

Arthur Fleck (Joaquin Phoenix) trabalha como palhaço para uma agência de talentos e, toda semana, precisa comparecer a uma agente social, devido aos seus problemas mentais. Após ser demitido, Fleck reage mal à gozação de três homens em pleno metrô e os mata. Os assassinatos iniciam um movimento popular contra a elite de Gotham City.

pesar da trama contar a história de um dos vilões mais conhecidos dos quadrinhos, basear-se em ações excepcionais e moldá-las ao próprio jeito também são lições de liderança transmitidas pelo filme. Nos negócios, inspirar e motivar os colaboradores impacta diretamente nos resultados da empresa. Por isso, é importante ter sempre isso em mente.

Parasita

Lição: Use a empatia a seu favor!

O filme Parasita – que concorre a melhor filme estrangeiro este ano – é um drama com pitadas cômicas. Trata essencialmente de criticar a diferença social de duas famílias coreanas: uma bem rica e outra que não tem dinheiro para se manter. Um acontecimento coloca um núcleo familiar na vida do outro e, a partir daí, situações que questionam ética e desigualdade social contemporâneas entram em cena. Na trama, o diretor Bong Joon Ho escreve o roteiro sem determinar quem é bom ou quem é mal entre os personagens.

No mundo dos negócios, a empatia é fundamental. O empreendedor precisa ter a humildade e a capacidade de colocar-se no lugar do cliente para enxergar as “dores” e ver o mundo através dos olhos de quem vai utilizar seu produto e serviço. Vale lembrar que na trama algumas ações desonestas aparecem. No mundo dos negócios, é muito importante ser transparente e honesto, sem inventar ou enganar seus clientes e parceiros.

O irlandês

Lição: Acredite nas suas escolhas!

O filme – indicado a 10 categorias do Oscar 2020 – é estrelado por Robert De Niro, Al Pacino e Joe Pesci como Frank “The Irishman” Sheeran, Jimmy Hoffa e Russell Bufalino, respectivamente, e segue a história de Sheeran enquanto ele relata os seus supostos trabalhos como mercenário para uma família criminosa. A essência do filme fala sobre escolhas. Na vida real, Sheeran contou a Charles Brandt, autor do livro que originou o longa-metragem, como sua vida acabou sendo reflexo das escolhas que tomou durante seu caminho.

Ser empreendedor é tomar decisões o tempo todo. Provavelmente um dos maiores desafios que os empreendedores enfrentam em suas carreiras seja o ato de tomar decisões assertivas em relação aos rumos dos negócios. Algumas dicas podem ajudar no processo de decisões, entre elas: pesquise (muito!), se estiver em dúvida, faça alguns teste para buscar o melhor caminho e ter o auxílio de um mentor ou consultor também pode aumentar as chances de se tomar decisões mais assertivas para o negócio.

Filme: Adoráveis Mulheres

Lição: Busque seu lugar ao Sol!

O filme – que recebeu 6 indicações – apresenta a vida de quatro irmãs americanas que vivem em um cenário político marcado pela guerra civil, ao mesmo tempo que enfrentam os desafios e limites imposto socialmente às mulheres. Nesta nova versão, é possível ter uma noção de como as mulheres daquela época lidavam com temas como casamento, arte, trabalho, solidão e principalmente como buscavam a independência feminina.

Hoje, muitas mulheres buscam realizar seus sonhos por meio do empreendedorismo – sendo dona do próprio negócio, fazendo a própria rotina e sendo a própria chefe. Estudo recente da Loja Integrada mostra que 35,8% das pessoas que abriram um e-commerce em 2019 eram mulheres. Além disso, no Brasil, já são mais de 24 milhões de mulheres empreendedoras, em comparação a 28 milhões de homens. As mulheres empreendem por necessidade e a maioria não têm sócios, de acordo com o Sebrae. O desejo de ser independente e ter uma nova alternativa de fonte de renda são fatores fundamentais para a maioria das mulheres microempreendedoras (MEI). Se esse é seu sonho, se joga!