* Por Heloisa Motoki

Se você é empresário ou está pensando em ser, uma hora ou outra precisará de um contador. E escolher não é uma tarefa simples, assim como vários setores, a contabilidade também passou por várias mudanças na forma de prestar o serviço, seja digital ou tradicional, e com isso o pacote de serviços oferecidos e os preços variam bastantes.

Primeiramente, é importante ressaltar que toda empresa precisa de um contador. O Código Civil estabelece, no artigo 1179, “o empresário e a sociedade empresária são obrigados a seguir um sistema de contabilidade, mecanizado ou não, com base na escrituração uniforme de seus livros, em correspondência com a documentação respectiva, e a levantar anualmente o balanço patrimonial e o de resultado econômico.”

A única exceção dada para escrituração formal foi ao MEI – Micro Empreendedor Individual, mas ele também precisa de contador e falei sobre a necessidade no artigo que está neste link. Alguns itens que você deve checar na hora de contratar:

Contabilidade Online ou tradicional? 

Depende, para contratar a contabilidade online o empresário precisa ter o mínimo de conhecimento para acompanhar se o serviço está sendo prestado e saber andar um pouco sozinho. A vantagem na contratação do serviço online é o preço, mas a desvantagem está no atendimento, que costuma ser demorado quando você precisa: comprovação de renda (decore), uma simples carta de faturamento ou a ajuda para decidir sobre que passos tomar.

É preciso conferir a idoneidade do contador? 

Sim, todo contador precisa ser registrado junto ao Conselho Regional de Contabilidade, assim como seu escritório, a Consulta é publica e gratuita.

Busque indicações  

Obter boas referências, saber como ele atua no dia a dia, saber se ele trabalha sozinho ou tem um escritório, quantos fazem parte da equipe e sua rotatividade. Avaliar a disponibilidade do atendimento a empresa, os meios de comunicação que são usados e o tempo que te dará retorno.

Serviços que estão sendo contratados 

Todo contador deve elaborar um contrato de serviços, lá deverá ser mencionado tudo que deverá ser prestado e os custos. Na contabilidade é comum que os honorários profissionais sejam estabelecidos considerando o volume de trabalho, tributação e forma de organização da empresa. É preciso considerar também sobre cobrança extra de serviços: entrega de obrigações acessórias, pesquisas nos órgãos, emissão de certidões, parcelamentos, registros de alterações e cobrança do 13º Salário.

Qual a responsabilidade do contador?

O contador tem responsabilidade civil, penal e tributária sobre os serviços que estão sendo prestados, mas cabe ao empreendedor a responsabilidade de fornecer informações e acompanhar tudo que vem sendo feito.

Uma das fraudes ainda comum é deixar com que o contador fique responsável pelos pagamentos dos impostos, por mais que isso possa ser uma facilidade, no caso do contador não repassar o valor, o empresário/empresa é o devedor principal e além de ter que pagar novamente, poderá perder benefícios fiscais como o simples nacional, caso não consiga arcar com o novo pagamento ou parcelamento.

Lembre-se o contador deve ser o aliado para ajudar no crescimento e na tomada de decisões estratégicas de sua empresa, ele deve saber como é a atuação, quais são os planos de crescimento, as dificuldades de gestão e estar atento ao mercado e à legislação para tentar antecipar problemas e auxiliar nas soluções. Se você trabalhar com um contador que só gera imposto e não avalia a situação do negócio como um todo, pode colocar em risco a operação da empresa ou até mesmo de sua pessoa física.

A decisão de contratar um contador nunca deve ser baseada somente em preço, porque o barato pode sair caro.

* Heloisa Motoki é Diretora Adm/Fin da Rede Mulher Empreendedora, fundadora da Quali Contábil e Consultora Especial no site Fórum Contábeis. Com formação em MBA em Controladoria, Graduada em Ciências Contábeis e Técnico em Contabilidade, participante do programa de Empreendedorismo pela FGV/Goldman Sachs – 10.000 mulheres. Há 21 anos no mercado contábil, atua diretamente com pequenas e médias empresas em São Paulo.