* Por Rubney L. Belloni

Dirigir o próprio negócio implica a necessidade de colocar em prática diferentes habilidades. Muitas coisas podem ser feitas com base no seu “instinto”, mas para ser um bom empreendedor é imprescindível pesquisar e estudar bastante até aprender as técnicas corretas para seu trabalho, bem como técnicas de gestão empresarial. A falta de planejamento e gestão representa a principal causa para o encerramento das atividades de diversas empresas.

Nesse sentido, conhecer e aplicar técnicas modernas e eficazes é a saída para enfrentar a crise e se adaptar às exigências do mercado. Não é essencial possuir uma formação superior em administração, por exemplo, mas de alguma forma buscar sempre aprender sobre técnicas que facilitem a gestão e o funcionamento da empresa.

Entretanto, se engana quem acredita que apenas por meio de estudos e pesquisas é possível dominar sua atuação no mercado, já que, em muitos casos, algumas das maiores lições nesse sentido só podem ser compreendidas e aprendidas por meio do empreendedorismo na prática.

Um dos famosos ensinamentos de Albert Einstein refletem bem essa realidade: “insanidade é continuar fazendo sempre a mesma coisa e esperar resultados diferentes”. Então, se ater somente às técnicas e não observar como elas respondem à sua realidade, não adianta de nada. O segredo está sempre no equilíbrio.

Mesmo aplicando técnicas tanto específicas do nicho de seu negócio quanto de empreendedorismo, a prática mostra inúmeras consequências e possibilidades. Assim, é bom colocar a palavra “criatividade” no seu dia a dia. Ações criativas fazem a diferença e conferem uma posição de destaque, ajudando a conquistar certa autonomia.

Você pode usar sua inovação e criatividade em situações que precisam de soluções ou mesmo apenas melhorias, aprimorando e aumentando as chances de sucesso. Ser criativo beneficia a tomada de decisões, resolução de problemas e a sua capacidade de inovar. É pensar fora da caixa, ou seja, pensar de forma diferente, sendo original e não replicando o que já foi feito milhares de vezes. A criatividade é um elemento essencial no contexto do trabalho.

A técnica são as habilidades e conhecimento necessários para criar e fazer a gestão de um negócio; a criatividade é a faísca que permite a criação de coisas novas, gerando valor por meio da inovação; e a prática é tudo aquilo que acontece no “mundo real” e que oferece uma bagagem de experiências que guiam e levam o empreendedor adiante.

É preciso o equilíbrio entre esses três pontos para ter uma visão ampla que te ajude na missão empreendedora.


Rubney L. Belloni, tem 28 anos e é CEO na BLN Contabilidade. Possui Bacharel em Ciências Contábeis pela UNIP Assis/SP e MBA em Controladoria de Empresas pela UNIP Assis/SP. É professor, voluntário e conselheiro fiscal no Vozes | Instituto Gerando Falcões e voluntário na Casa de Acolhida Pietá – Núcleo São Paulo/SP.