Promover o crescimento econômico sustentado, inclusivo e sustentável, emprego pleno e produtivo e trabalho decente para todos é o 8º Objetivo de Desenvolvimento Sustentável da ONU. Pensando nisso, a iZettle, fintech sueca que oferece soluções de meios de pagamentos e gestão de negócios para micro, pequenas e médias empresas (MPMEs), lançou sua nova maquininha feita de plástico de oceanos, a Ocean Reader.

O leitor de cartões da empresa é feito de redes de pesca e cordas encontradas nos mares Nórdico e Báltico, correspondendo a 75% dos componentes usados na fabricação da maquininha. A porcentagem restante, 15%, são de estabilizadores. “Os materiais têm propriedades diferentes e existem algumas limitações ao plástico reciclado. Para garantir o mesmo desempenho, energia e durabilidade do nosso hardware existente, precisamos utilizar plástico reciclado, usando o máximo possível, sempre que possível,” explica Maria Oldham, CEO da iZettle Brasil.

Para ela, a sustentabilidade pode impulsionar o sucesso dos negócios, além de ajudar a conter desafios globais. Maria ressalta que a corporação que engloba sustentabilidade aos seus modelos de negócios e integra ações internas que respeitem o meio ambiente, garante o desenvolvimento econômico da sociedade.

Porém, para isso, é preciso excluir mitos de que ser sustentável é algo caro, que demanda tempo e que somente grandes empresas têm capacidade de abraçar o conceito. “Essas são ideias ultrapassadas, e devem ser abandonadas, sob o risco dos pequenos negócios perderem competitividade frente a concorrentes preparados para atender às demandas dos mercados por uma produção mais limpa e socialmente justa”, afirma ela.

Ocean Reader

O produto, que surgiu através de um evento de incentivo à inovação, pelos próprios funcionários da companhia, visa incentivar atitudes como esta. “Esperamos que a iniciativa seja um catalisador para que toda a indústria avance para um uso mais sustentável do plástico”, diz Maria.

O relatório divulgado pelo governo britânico aponta que existem mais de 5 trilhões de pedaços de plástico poluindo o oceano e segundo a empresa, são em média, 125 milhões de leitores de cartões no mundo inteiro e o ciclo de vida de um, dura entre 3 e 4 anos. Durante o processo de fabricação da Ocean Reader, já foram retirados mais de uma tonelada de plástico dos oceanos.

“O lançamento da Ocean Reader é o primeiro passo para fornecer às pequenas empresas produtos feitos de materiais sustentáveis, e esperamos que a iniciativa seja um catalisador para que toda a indústria avance para um uso mais sustentável do plástico”, ressalta a CEO.

Próximos projetos

O objetivo da iZettle é que até 2021 os novos produtos também sejam produzidos com materiais reciclados. Além disso, a empresa oferece outros serviços como controle de gestão de caixa e estoque, possibilitando trabalhar com sustentabilidade de diferentes modos. “A Ocean Reader é o primeiro passo em expressar e reduzir o uso de plástico em nossas produções, finaliza Oldham.