A companhia brasileira Quero Educação anunciou nesta sexta-feira investimento de 20 milhões de reais no buscador de colégios Melhor Escola, focado em conectar alunos a instituições de ensino, oferecendo vagas com descontos.

O Melhor Escola vai ser integrado ao marketplace Quero Bolsa, adicionando ao produto 3 mil escolas e 12 mil cursos de nível infantil, fundamental e médio, afirmou a empresa. “A expectativa é triplicar o número de escolas parceiras no próximo ano”, afirmou a companhia em comunicado.

O aporte ocorreu em um momento em que grandes grupos de ensino privado do país, como a Cogna, ex-Kroton, investem pesado no fragmentado segmento de educação básica, considerado como nova fronteira de crescimento para o setor. Segundo dados do MEC, citados pela Quero Educação, o Brasil conta com 40 mil escolas privadas de ensino básico.

“O objetivo é fazê-lo (Melhor Educação) crescer 50 vezes nos próximos quatro anos, resultado já alcançado pela Quero Educação com outros produtos”, disse o diretor de tecnologia de novos negócios da Quero Educação, Roger Garcia.

Fonte: Agência Reuters