* Por Exame.com

O novo produto eletrônico da Xiaomi é um leitor digital. A fabricante chinesa confirmou os rumores e anunciou o lançamento do eBook Reader. O produto será vendido por crowdfunding por 599 yuans (cerca de US$ 85).

Nas especificações técnicas, segundo o site Gizmo China, o produto é equipado com display de LED com densidade de pixel de 212 PPI e 24 tons de luminosidade. Por contar com um recurso de antirreflexo, o dispositivo pode ser utilizado normalmente sob a luz do sol.

Para rodar a versão 8.1 Oreo do Android, o gadget conta processador de Allwinner de quatro núcleos com 1,8 GHz e 1 GB de memória RAM. A bateria de 1.800 mAh deve manter o dispositivo de 178 gramas longe da tomada por algumas semanas.

Em relação à memória interna, a novidade da Xiaomi conta espaço com armazenamento de 16 GB. A fabricante considera essa quantidade suficiente para armazenar diferentes formatos de arquivos de texto, inclusive EPUBs e PDFs.

A exportação do produto para o mercado ocidental, contudo, é improvável em um primeiro momento. Os custos de frete e os encargos tributários poderiam encarecer o eBook Reader. Esses fatores seriam prejudiciais para a companhia chinesa ganhar novos mercados.

Por esses lados, o principal produto é o Kindle, da Amazon. Custando a partir de US$ 79,99, a marca detinha 83,6% das vendas de leitores digitais nos Estados Unidos em 2018, segundo dados da Euromonitor. O restante ficava dividido entre a canadense Kobo e a americana Nook com fatias de 13,4% e 2,1% respectivamente.

* Por Rodrigo Loureiro, para Exame.com