* Por Carlos Terceiro

Você sabia que o Google tem um evento anual que reúne desenvolvedores e parceiros? O Google Playtime tem como objetivo discutir novos recursos e melhores práticas de usabilidade da plataforma. Esse ano, a edição aconteceu em Amsterdã, na Holanda, no último dia 7 de novembro.

Nós, do Mobills, fomos convidados para representar os apps brasileiros ao lado de mais três startups, junto com um público seleto de 500 convidados. Imagina a nossa emoção, estávamos ao lado de desenvolvedores de aplicativos renomados, como Red Space, Evernote e Dropbox. O foco dessa edição consistiu em um conteúdo sobre estratégias de aplicativos, além dos próximos passos da gigante da tecnologia.

Para começar, Purnima Kochikar, diretor global dos aplicativos e desenvolvimento de jogos do Google Play, comandou a palestra de abertura, dando as boas-vindas a todos os convidados para mais uma edição do evento, que seria uma das melhores já realizadas. Após recebermos instruções sobre as novidades do Android e do Google Play, os desenvolvedores foram divididos em duas trilhas: a dos apps e a dos games.

O principal conteúdo das palestras da trilha dos aplicativos foi sobre privacidade dos dados. Diante da nova fase que estamos vivendo, com o surgimento de novas políticas de privacidade, como o GDPR na Europa, o time do Google está atento para manter os desenvolvedores atualizados sobre o tema. Assim, estão buscando criar um bom ecossistema na plataforma do Android, para que todas as pessoas tenham uma maior segurança de dados e que tudo fique transparente.

Essa transparência para o usuário na questão da privacidade de dados está sendo executada pelo Google com políticas de privacidade e de termos de uso mais completos, para que não haja nenhum problema nesse ecossistema, garantindo a segurança da plataforma.

Inclusive, as mudanças que ocorrerão no novo Android são desse viés, ou seja, os usuários vão ter bem detalhado o que cada aplicativo pode fazer e quais recursos eles têm que conceder a permissão para o app executar. Também foi falado sobre o engajamento dos aplicativos, e de alguns novos produtos que a Google vai lançar para ajudar o usuário a se engajar ainda mais.

Além disso, entre todos os pontos positivos do Google Playtime, estava o networking, tanto com os desenvolvedores da Google, disponíveis para poder tirar dúvidas sobre modelo de negócio, sobre tecnologia, sobre UX (sigla em inglês para “Experiência do Usuário”), quanto os das empresas de todo o mundo.

Foi nesse lugar com uma estrutura incrível, um local muito agradável, grande e com bastante área para networking, que nós tivemos a oportunidade de conversar com alguns outros desenvolvedores. Notamos que o Brasil está bem evoluído em termos de tecnologia no mercado de aplicativos. Também, conversamos bastante com o pessoal do Google e eles demonstraram que estão bem animados com o crescimento dos negócios de aplicativos brasileiros e latino americanos.

* Carlos Terceiro é CEO e fundador do Mobills, aplicativo de finanças pessoais.