A Uber anunciou que começou a oferecer compartilhamento de motos elétricas pelo seu aplicativo em Paris. A partir do próximo mês, 4 mil motos operadas pela startup francesa Cityscoot estarão disponíveis para reservar e pagar diretamente no aplicativo Uber.

A adição das motos ocorre quando o Uber tenta se tornar o aplicativo de mobilidade de fato para as cidades, além de controlar suas enormes perdas de caixa .

Combinado com a recentemente anunciada integração do transporte público ao aplicativo, a adição de motos elétricas significa que Paris abrigará o maior conjunto de opções de mobilidade da Uber. Além de carros, scooters e bicicletas, as motos serão exibidas na tela inicial e na lista de opções após a inserção de um destino. As corridas com esta opção de transporte não mudarão de preço; ainda custará 29 centavos de dólar por minuto, com o pagamento sendo gerenciado automaticamente no aplicativo.

“A parceria com a startup francesa Cityscoot surgiu da crença mútua de que a mobilidade deve ser compartilhada para aliviar o congestionamento nos centros das cidades e reduzir o impacto do transporte nas mudanças climáticas. Esta é a primeira vez que a Uber oferece ciclomotores no aplicativo em qualquer lugar do mundo, e vemos isso como mais um passo em direção ao nosso objetivo de nos tornarmos um balcão único para todas as necessidades de transporte”, diz o comunicado da Uber.

O CEO do Cityscoot, Bertrand Fleurose, disse: “Nossa parceria com a Uber complementa sua oferta e nos permite obter mais visibilidade entre sua ampla base de passageiros. Com a conveniência e facilidade de uso de nossos ciclomotores, acredito que isso resultará em viagens adicionais. A força da plataforma Uber contribuirá para nossa expansão na França e além e impulsionará nosso crescimento. ”

Fonte: The Verge e Uber