* Por Frederico Queiroz

Pensando em melhorar a sua atuação no mercado, as empresas estão reformulando alguns processos. Entre as modificações, encontra-se a terceirização de serviços que vem ganhando força principalmente no setor da tecnologia da informação (TI).

Em março de 2017, a Lei de Terceirização (nº 13.429/2017) entrou em vigor permitindo a mudança em qualquer atividade fim de uma empresa. Com essa facilidade, as organizações têm sido obrigadas a priorizar excelência dentro dos serviços, qualidade e segurança.

Utilizar serviços de terceiros é uma prática muito comum em quase todas as companhias atualmente, independentemente de seu porte, tanto aqui no Brasil como em outros países.  Porém, para que isso aconteça de maneira correta, é essencial ter atenção ao escolher seu fornecedor, principalmente se tratando de tecnologia, evitando assim o vazamento de informações estratégicas.

Também é preciso estar atento sobre o custo benefício da terceirização em TI, se de fato, sua empresa terá uma redução de custos com esse serviço. Vale analisar minuciosamente o contrato, fazendo uma comparação com o custo de uma pessoa dedicada ao setor, por exemplo.

Algumas prestadoras de serviço como a NetSupport, por exemplo, fornecem o trabalho de TI com a opção de contratos sem quantidade mínima, desta forma os clientes serão cobrados apenas sob demanda e no momento que utilizarem o suporte.

Outra dica é verificar se o serviço terceirizado trará maior agilidade aos processos internos do que um responsável interno. Normalmente, é isso que acontece pois, como esses profissionais trabalham em diversos projetos simultaneamente, e, por isso, costumam automatizar as soluções, para se obter resultados mais objetivos. Além disso, também costumam trabalhar com ações preventivas para diagnosticar problemas com antecedência.

Por fim, após a contratação de um terceiro, fique de olho em metas e resultados. Desde o início, é preciso estabelecer objetivos a serem alcançados junto com o seu fornecedor. Elaborar um planejamento ajudará cliente e o prestador de serviço a acompanharem os frutos da parceria. Além do mais, isso também ajudará na identificação de pontos que precisam de melhoria.

O que podemos concluir é que a terceirização de TI pode ajudar muito na produtividade das empresas, gerando grandes resultados, pois o serviço age justamente no problema que o negócio possui, reparando qualquer dano que possa prejudicar o andamento de todos os processos internos, apresentando muitos benefícios quando o assunto é produtividade. Porém, é necessário ficar atento na hora da contratação e no andamento do trabalho. E você, optaria por esse serviço?


Frederico Queiroz é CEO da NetSupport, plataforma digital para solução de problemas em TI.