A Qualcomm anunciou nesta quinta-feira que criou um fundo de capital de risco de US$ 200 milhões para investir em startups que desejam usar a tecnologia 5G em dispositivos que não sejam smartphones.

A Qualcomm está fornecendo chips para 5G, a próxima geração de redes móveis lançadas este ano, para fabricantes de telefones como a Samsung. A empresa de San Diego é a maior fornecedora de chips para telefones móveis, mas esse mercado parou de crescer.

A Qualcomm procura investir em empresas que usarão o 5G em outras áreas, como conectar equipamentos industriais e agrícolas à internet ou permitir que carros autônomos se comuniquem com infraestrutura como semáforos e sinais.

“O 5G transformará os setores e deve ser visto como uma estratégia de negócios para todos”, disse Steve Mollenkopf, presidente-executivo da Qualcomm, em comunicado.

A Qualcomm lançou no ano passado um fundo similar de US$ 100 milhões destinado a startups que fabricam dispositivos como câmeras inteligentes que realizam tarefas de inteligência artificial, como reconhecimento facial. A Qualcomm vende chips que fornecem essa capacidade.

O braço de capital de risco da Qualcomm já havia investido em empresas que posteriormente foram listadas ou foram adquiridas, incluindo a empresa de teleconferência Zoom Video Communications, a fabricante de smartphones Xiaomi e a startup automobilística Cruise Automation.

Fonte: Agência Reuters