A GeekHunter, empresa de tecnologia com soluções voltadas para o mercado de recrutamento de desenvolvedores de software, acaba de anunciar o aporte de R$ 2 milhões da 42K Investimentos, com participação do grupo Gávea Angels, Bossa Nova Investimentos e Hangar 8.

“Com a rodada de investimentos, pretendemos direcionar parte do recurso para continuar aprimorando tecnologias com o objetivo de elevar a eficiência dos processos de contratação de desenvolvedores e engenheiros de software. Além disso, esperamos aumentar consideravelmente o volume de profissionais disponíveis na plataforma, assim como fortalecer a expansão geográfica, que hoje está concentrada majoritariamente em São Paulo, Rio de Janeiro e Florianópolis”, explica Tomás Ferrari, CEO da GeekHunter.

Fundada em 2015 pelos gêmeos Tomás e Celso Ferrari, a startup conta hoje com mais de 4 mil empresas e mais de 90 mil profissionais cadastrados na plataforma e busca inovar no mercado de recrutamento de profissionais de TI, minimizando o tempo de contratação.

“A GeekHunter une esforços e tecnologia para apresentar apenas os profissionais mais seletos de alta performance para imprimir uma maior velocidade nos processos seletivos, e uma contratação mais certeira do que a tradicional. Por isso, grande parte do investimento que recebemos será alocada em tecnologia, porque queremos acelerar ainda mais o desenvolvimento do produto e otimizar o sistema de conexão entre os melhores desenvolvedores com as empresas mais buscadas. Além disso, nossa expansão para outros estados do Brasil é fundamental para conectar profissionais e empresas que estão também em outros polos de tecnologia”, conta Tomás.

A plataforma da Geekhunter

Pela plataforma, as empresas oferecem convites de entrevistas já com a descrição da posição, salário, benefícios e dados da contratante, para que então venham a ter uma entrevista formal com desenvolvedores que tenham o perfil desejado, ou seja, o processo de recrutamento é invertido em prol de todos os envolvidos. A partir disso, as organizações podem filtrar os selecionados por tipos de linguagem de programação, pretensão salarial, além de visualizar os testes com a nota obtida, qualidade do código e tempo dedicado em cada questão.

Já para os candidatos, a plataforma é 100% gratuita, e não há obrigação de aceitar qualquer oferta ou de conversar com as empresas. O processo é totalmente online e o candidato pode escolher se quer ficar invisível para alguma empresa, como por exemplo as organizações onde tenha trabalhado anteriormente ou para seu atual empregador. Além disso, caso o candidato seja contratado, ele recebe um bônus de até R$ 2 mil da GeekHunter por ter participado do processo seletivo pela plataforma.

As empresas levam, em média, dezesseis dias entre a abordagem do candidato e o aceite da proposta formal. A inteligência e tecnologias focadas no match entre candidatos e oportunidades garantem uma elevada taxa de conversão de entrevista em contratações. Clientes da startupentrevistam, em média, cinco candidatos para cada contratação realizada.

“Os profissionais na área de tecnologia amam o fato de que damos a eles o poder de escolher o que realmente interessa em sua próxima oportunidade de carreira, e tornamos o processo todo mais simples. Em contrapartida, funciona bem também para empresas porque nós garantimos a elas uma lista dos melhores profissionais, abertos e engajados a novas oportunidades”, finaliza o CEO.