A EDP Ventures Brasil, veículo de investimento de capital de risco do Grupo EDP, e o Criatec 3, fundo gerido pela Inseed Investimentos e criado pelo BNDES, anunciam um coinvestimento de R$ 4,5 milhões na Fractal Engenharia e Sistemas, que desenvolve soluções para controle de barragens.

A empresa catarinense desenvolve soluções destinadas à previsão de eventos hidrológicos e sistemas inteligentes capazes de auxiliar no gerenciamento de barragens, promovendo a automatização de processos e aumentando o nível de segurança das usinas hidrelétricas no País.

A plataforma integrada e de tecnologia própria da Fractal engloba machine learning e big data para consolidar serviços de gestão dos recursos hídricos e contribuir para a segurança de barragens a partir da assimilação de dados de diversas fontes meteorológicas, de estações que medem as chuvas e o nível dos rios, e de sensores de acompanhamento das usinas.

Com o cruzamento dessas informações, o sistema é capaz de realizar a previsão de vazão de bacias hidrográficas, ajudando na tomada de decisão para prevenir inundações, estiagens e outros acidentes críticos relacionados aos fenômenos naturais.

As informações de previsão de operação das usinas hidrelétricas são enviadas ao ONS (Operador Nacional do Sistema Elétrico) para otimizar a produção e gerenciar o risco hidrológico.

“Nossas hidrelétricas são reconhecidas pela Aneel pelo rigor e excelência de suas operações. Recentemente, a Usina de Lajeado foi considerada a melhor do Brasil, com nota 100 em Segurança e Meio-Ambiente, de acordo com o órgão regulador do setor. Além do investimento, realizaremos um projeto-piloto com o modelo de gestão oferecido pela Fractal para aprimorar ainda mais a eficiência dos nossos processos internos e manter a busca incessante pela aplicação das melhores práticas em nossas usinas”, destaca Livia Brando, gestora executiva de Estratégia, Inovação e Ventures da EDP no Brasil.

O Fundo Criatec 3 investe em empresas de alta tecnologia e viu na Fractal um negócio com alto potencial de crescimento. “Além do profundo conhecimento envolvido, a Fractal chamou a atenção da nossa equipe por entregar previsões em tempo real, com mais assertividade e menor custo”, aponta Gustavo Junqueira, CEO da INSEED.

“O aporte da EDP Ventures Brasil e da INSEED será essencial para o desenvolvimento de novas tecnologias e ferramentas que deixarão a plataforma cada vez mais inteligente e autônoma. Queremos contribuir para aumentar a eficiência e a assertividade nas tomadas de decisão das empresas, por meio de análise em tempo real das usinas e de um diagnóstico mais preciso dos processos hídricos”, afirma Henrique Lucini Rocha, CEO da Fractal Engenharia e Sistemas.