* Por Gabriel Malinosqui

Quando falamos de startup, automaticamente pensamos em software, a grande maioria dos modelos de negócios hoje estão diretamente ligados a tecnologia.

O problema é que encontrar esse tipo de profissional está cada vez mais difícil, e as empresas estão arriscando tocar suas operações sem ter esse perfil na equipe.

Foi pensando nisso que resolvi criar esse artigo para citar os principais riscos de não ter essa pessoa no time.

O que faz um CTO?

Chief Technology Officer, é o significado de CTO, ou seja, ele é a pessoa responsável por toda área de desenvolvimento e tecnologia da sua empresa.

É papel dele contratar bons profissionais (e mantê-los), priorizar a qualidade técnica do seu produto pensando sempre no médio e longo prazo (também é trabalho dele dar um jeito para lançar aquela feature na sexta-feira) e no momento embrionário da startup  direcionar para onde o produto deve seguir.

Assim, se o seu core business é tecnologia, é fundamental ter esse papel dentro do seu negócio.

Problemas da falta de um CTO

Má gestão dos desenvolvedores

Gerenciar um time de desenvolvimento não é uma tarefa simples, ainda mais se você não tiver conhecimento em tecnologia.

Esse tipo de profissional demanda um relacionamento de um trabalho operacional e o que mais existe no mercado são pessoas pedindo demissão por conta da liderança.

Então nada melhor que ter um “par” para lidar com esse profissional, dessa maneira ele consegue entender as necessidades do time e entender se o seu desempenho está de acordo com o esperado pela empresa.

Dificuldade de contratação

Se não bastasse dificuldade em manter os desenvolvedores você também terá dificuldade em contratá-los. Afinal, se você não sabe de desenvolvimento de software, a complicação de contratar um profissional para essa função aumenta.

Saber analisar se essa pessoa tem conhecimento e experiência para atuar no contexto que o seu produto precisa é fundamental na hora da contratação.

Além de que desenvolvedores têm mais resistência em aceitar propostas de empresas que não tenham uma gestão de tecnologia.

Não estar atento a novas tecnologias

Lembre-se, tecnologia pode ser o seu diferencial competitivo. Então estar antenado em novidades que podem mudar o jogo é indispensável se você quer se destacar perante seus concorrentes.

Não só como o diferencial, pode ser a ruína da sua empresa, vamos imaginar que você tenha um produto que utiliza uma tecnologia que vai ser descontinuada, se uma decisão não for tomada em tempo hábil pode significar o fracasso do seu negócio.


Gabriel Malinosqui é formado em Ciência da Computação pela Universidade Paulista.  É apaixonado por empreendedorismo e quer mudar a vida das pessoas com tecnologia. Valida startups digitais desde os 17 anos e após aprender bastante com o mercado, fundou com outros sócios a ez.devs, empresa com foco em ajudar pessoas a tirarem seus produtos digitais do papel. Desde então já contribuiu para a evolução dos projetos de mais de 20 startups de todo o Brasil!